sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Possessão é tenso!!!!



Quando eu vi o trailler e o cartaz do filme Possessão, achei que seria mais uma daquelas bombas como tantas outras que presenciei no cinema. Mas fui lá, paguei pra ver. Afinal, sempre tive a esperança de que algum dia, alguém ia fazer um filme legal para quem gosta de suspense e terror como eu.

Pois bem, logo na primeira sequência um susto daqueles. Caras horrendas, uma quase morte e aaparição daquela que seria  a responsável pelo enredo do filme: a caixa do mal.

Não sou nenhuma crítica de cinema, mas sei falar do que vi. Aqui vai só uma opinião de alguém que curte um bom filme de terror e é vidrada em um suspense.

Não se pode negar que o filme tem lá os seus clichês: uma família desestruturada, pai ou mãe que não acreditam na possessão, mas traz novidades, como  a caixa que guarda um ser maligno e o exorcismo feito por um rabino (comumente são padres).

O filme tem ótimas sequências. Como a que a garota Em (possuída) “ataca a geladeira” fazendo poses, caras e gestos de dar medo; a do momento em que ela esgana o rabino na cena do exorcismo; e ainda quando o demônio sai do corpo de Clyde (Jeffrey Dean Morgan), cena do famoso cartaz em que a mão sai da boca. Em alguns momentos dá para lembrar o emblemático, clássico e inesquecível O Exorcista (1973).

Confesso que a garota que interpreta Em (Natasha Calis), a possuída, é marcante. Deu medo. O olhar que a garota faz em cena não é para qualquer um não.  Madison Davenport, que faz a irmã mais velha também dá show.

Eu gostei. Fazia muito tempo que não ficava tensa ao ver um filme. Senti medo. Torci para tudo acabar bem no final. Fiquei com pena da garotinha, que no decorrer do filme, por conta da possessão, ficou transformada. Volto a dizer, fazia tempo que não via um filme que me desse medo. Eu gostei. Valeu a pena.

Possessão é inspirado em uma notícia de jornal sobre uma família que tenta lutar contra um demônio. Conhecido como Dibbuk, o espírito fica em uma caixa e dizem que ele entra nos corpos das pessoas com intenção de devorá-los. No longa, Dibbuk possui uma jovem, e seus pais tentam descobrir como pará-lo. O filme norte-americano teve a direção de Ole Bornedal e é estrelado por Jeffrey Dean Morgan,  Kyra Sedgwick,  e Madison Davenport.










Um comentário:

  1. CARAMBA...PROCURE SE INFORMAR MAIS!! Dibbuk é REAL...pesquise!

    ResponderExcluir