quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Prefeitura realiza Roteiro Reggae nesta quarta-feira (18)


Um dos ritmos mais populares da capital maranhense, o reggae volta a ser destaque dentro do programa Reviva, da Prefeitura de São Luís com execução da Secretaria Municipal de Turismo (Setur). O Roteiro Reggae levará o público a percorrer as ruas do Centro Histórico ao som do ritmo jamaicano nesta quarta-feira (18), às 19h, partindo da praça Benedito Leite, Centro.

O Roteiro Reggae abrange locais no Centro Histórico que tenham identificação com o estilo musical que deu à capital o título de "Jamaica Brasileira". Um guia especializado conduz os visitantes aos lugares que foram representativos para a história do reggae, com apresentação de grupo de dança do ritmo.

A concentração começa na praça Benedito Leite e seguirá pela rua da Palma, Beco da Pacotilha, rua do Giz, praça da Faustina, rua da Estrela, rua da Alfândega, beco Catarina Mina, rua Portugal, finalizando a rota na rua Trapiche.

Deezer divulga os 30 artistas brasileiros mais ouvidos no exterior



São Paulo (SP) – A Deezer, streaming de música global, divulga o ranking dos 30 artistas brasileiros mais ouvidos no exterior entre agosto de 2016 e setembro de 2017. Pra quem pensou só em grandes nomes da Música Popular Brasileira, a lista surpreende com artistas pops atuais como o DJ brasileiro de 26 anos, Alok (foto acima), que lidera o ranking com músicas como “Never Let Me Go”, “Hear Me Now” e “Fuego”, sendo as mais reproduzidas na plataforma.

Os clássicos da nossa música também não ficam de fora, com Astrud Gilberto, ex-mulher de João Gilberto e eternizada por sua interpretação de “Garota de Ipanema”, ocupando o segundo lugar. Já no terceiro lugar do pódio está o Rei Roberto Carlos, o cantor da Jovem Guarda continua embalando com seus hits românticos, sendo a música “Detalhes” a mais tocada na Deezer.

Outro destaque entre as músicas mais tocadas no exterior está o funk brasileiro, gênero que não para de crescer na plataforma digital no Brasil. No quarto lugar, está o MC Kevinho, dono do hit “Olha a Explosão”, que não saiu da boca da galera durante o Carnaval deste ano. Além dele, também está no ranking MC Fioti, em 17º, conhecido pelo sucesso “Joga o Bum Bum Tamtam” e MC G15, dono da música “Deu Onda”, que estourou na virada do ano, em 25º.

Os fenômenos dos sertanejos, gênero mais executado no Brasil, também estão presentes no ranking. Dentre os artistas, estão Wesley Safadão, Luan Santana, Gusttavo Lima, Michel Teló, Jorge & Matheus e as representantes femininas Marília Mendonça e a dupla Maiara & Maraísa, entre outros.

Considerado uma das bandas brasileiras mais importantes do mundo, o Sepultura é o único representante do gênero rock da lista. O grupo ficou conhecido mundialmente na década de 90, com músicas como “Roots Bloody Roots” e “Territory”.

Confira a lista com os 30 artistas mais tocados no exterior na Deezer
1. Alok
2. Astrud Gilberto
3. Roberto Carlos
4. Mc Kevinho
5. Antônio Carlos Jobim
6. Eliane Elias
7. Sepultura
8. Anitta
9. Seu Jorge
10. Sérgio Mendes & Brasil ´66
11. Caetano Veloso
12. Gusttavo Lima
13. Luan Santana
14. Michel Teló
15. Sérgio Mendes
16. Natiruts
17. MC Fioti
18. Gilberto Gil
19. Henrique & Juliano
20. João Gilberto
21. Jorge Ben
22. Jorge & Mateus
23. Wesley Safadão
24. Marília Mendonça
25. MC G15
26. Bebel Gilberto
27. Vanessa Da Mata & Ben Harper
28. Maiara & Maraisa
29. Zezé Di Camargo & Luciano
30. Alexandre Pires

Fonte: Assessoria Deezer

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Vento Menino começa a ser exibido



Um grande amor entre pai e filho, adornado pela imensidão do mar e a melodia do vento: esse é o contexto no qual o filme Vento Menino navega, poeticamente, para narrar a história de Piaba, um garoto de tamanha sensibilidade que consegue “ler” o vento.

A obra tem o som como elemento narrativo (conceito de paisagem sonora de Murray Schaffer) e convida o público à percepção das diversas sonoridades que nos cercam cotidianamente. É um mergulho no indizível – universo paralelo da sensibilidade de escutar e sentir.

Baseado em uma história real, ocorrida no interior do Maranhão, na cidade de Primeira Cruz, o filme é um curta metragem de ficção, cujo projeto foi selecionado no II Edital de Audiovisual do Estado do Maranhão (em agosto/2016). Dos projetos selecionados nesse edital, Vento Menino foi o primeiro filme a ser produzido - as gravações foram realizadas em janeiro deste ano. Também é o primeiro filme a ser lançado.

Para Nina Aragão, diretora de produção do filme, o fazer cinematográfico desperta sentimentos por onde passa. “Diferente de gravar em um estúdio, rodar um filme em uma comunidade desperta envolvimento e interação da equipe e elenco com os moradores locais. No caso de Vento Menino, eles também fizeram parte dessa construção cinematográfica, pois houve envolvimento de várias pessoas, tais como o produtor local do filme, os figurantes, os barqueiros, as cozinheiras, o motorista, etc. Então, há uma expectativa dessas pessoas em ver o filme na tela. É um sentimento de pertencimento, já que de alguma forma contribuíram para esse resultado. E podermos proporcionar-lhes isso (exibição em primeira mão filme) nos deixa muito felizes”, ressalta.

 Em São Luís, o lançamento está previsto para dia 9 de novembro, em uma sessão reservada à convidados e à imprensa, no Shopping Passeio. Após, em data e local a definir, também haverá exibição ao público ludovicense, além de uma sessão especial na Escola de Cegos do Maranhão, uma das parcerias do projeto Vento Menino, que contribuiu na seleção e preparação da criança que atuou no filme como o personagem Piaba.

Vento Menino também desembarcará (será lançado) em Salvador/BA, cidade onde residem os autores da trilha musical do filme: Joaquim Carvalho compositor/cantor baiano e a paraibana Flávia Wenceslau, compositora/cantora da música tema do filme. Também participará dos festivais de cinema para os quais for selecionado.

Importante ressaltar que, além dos recursos do II Edital de Audiovisual do Estado do Maranhão, que dispôs os recursos financeiros para realização da obra, as parcerias também tiveram um papel fundamental para a realização do filme, pontua Bianka Marques, produtora executiva. Em São Luís o projeto contou com o apoio cultural do Instituto Formação, da Escola de Cegos do Maranhão, do Boi de Maracanã, do Shopping Passeio, Estaleiro Escola, MAVAM, entre outros. Em Alcântara teve o apoio da Prefeitura Municipal de Alcântara, da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer e Associação Empresarial e Turística de Alcântara.

O filme tem roteiro/direção de Edemar Miqueta, cineasta paranaense radicado em São Luís desde 2013; direção de produção de Nina Aragão (jornalista, produtora audiovisual e diretora adjunta de comunicação do Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros); e produção executiva de Bianka Marques – Produtora, professora e atriz.

FICHA TÉCNICA:
Direção e Roteiro: Edemar Miqueta
Produção Executiva: Bianka Marques
Direção de Produção: Nina Aragão
Direção de Fotografia: Evandro Martin
Direção de Arte: Marlene Barros
Direção de Fotografia Evandro Martin
Direção de Som/Som Direto: André Lucap
Preparação de Elenco Roberto Froes Foley/Mixagem/Masterização: Eduardo Patrício
Trilha sonora: Flávia Wenceslau e Joaquim Carvalho
Produtor local (Alcântara): Nailton Lobato
Claquetista: Jeyci Elisabeth Santos
Making Off/Still: Benedito Soares
Assistente de Fotografia: Pablo Ferreira Muniz
Assistente de Som: Luiz Gabriel Lula
Assistente de Maquiagem: Dandara Kran
Assistente de Produção: Cláudia Marreiros

ELENCO:
Brandon Alex (Piaba)
Aziz Júnior (Camilo)
José Ignácio (Ribamar)
Lilian Cutrim (Cidinha)
Lúcia Gato (Juraci)

Rosa Ewerton Jara (Rosa)

Espetáculo de vozes no 37º Festival Maranhense de Coros 2017


A solenidade de abertura do 37º Festival Maranhense de Coros (Femaco), um espetáculo de vozes que reunirá 39 grupos de cantos corais infantis, infanto-juvenis e adultos dos Estados do Piauí, Rio Grande do Norte, Ceará e Maranhão, acontecerá nesta terça-feira (17), às 19h, no Convento das Mercês, na rua da Palma, no Bairro do Desterro, Centro histórico da cidade de São Luís (MA). Aberta ao público, a programação acontecerá até domingo (22), às 19h, no Convento das Mercês e às 17h, na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, na Rua do Egito, e na Igreja de São João Batista, na rua 13 de Maio, ambas no Centro.

O 37º Festival Maranhense de Coros (Femaco) é uma realização da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), por meio do Departamento de Assuntos Culturais (Dac) da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo (Proexce). O festival tem apoio institucional do Governo do Maranhão, Associação dos Amigos da Ufma (Aaufma), Centro Elétrico, TV Ufma, Universidade Fm, Gráfica Universitária e Maggiorasca. A programação completa e informações sobre os grupos participantes estão disponíveis no site: www.cultura.ufma.br

A coordenadora do Femaco e diretora do Dac, Fernanda Santos Pinheiro, destaca que a programação do evento será formada por oficinas de regência e canto, belas interpretações e repertórios de excelência. “Teremos um grande Festival. Em nome da Magnífica Reitora da Ufma, Professora Doutora Nair Portela, convidamos a população em geral para prestigiar a solenidade de abertura e toda a luxuosa programação do Femaco”, disse a diretora.

Nesta terça-feira, durante a programação da solenidade de abertura haverá homenagens e pessoas e instituições que contribuíram para o desenvolvimento do Femaco e do canto coral no Brasil, seguido de um concerto de abertura, onde os corais farão uma homenagem aos compositores José Maurício Nunes Garcia (1767-1830), que neste ano completaria 250 anos de nascimento e Heitor Villa-Lobos (1887-1959), que faria 130 Anos de nascimento.

A programação do Femaco continuará na quarta-feira (18), às 19h, no Convento das Mercês, com apresentação dos corais infantis e infanto-juvenis da capital: Coral Uirapuru, do Colégio Eureca; Coral Semente do Amanhã, do Instituto Profissional Stenio de Avelar, Coral do NAAH/S-MA - Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação “Joãosinho Trinta” do Maranhão; Coral Infantil Amor e Vida; Coral Rosa de Saron; Coral Viva Vida, da Escola Viva Vida; Coral Menino Jesus de Praga e Coral SESC Musicar. Participe e avise a sua família!

Programação

Dia 17 de outubro 
Convento das Mercês - Rua da Palma (Centro), 19h

Solenidade de abertura
Homenagens
Concerto de abertura: Homenagem aos compositores José Maurício Nunes Garcia (1767-1830) - 250 anos de nascimento; e Heitor Villa-Lobos (1887-1959) - 130 Anos de Nascimento.


Dia 18 de outubro 
Convento das Mercês - 19h

Corais infantis e infanto juvenis:
Coral Uirapuru – Colégio Eureca – São Luís-MA
Coral Semente do Amanhã – Instituto Profissional Stenio de Avelar – São Luís – MA
Coral do NAAH/S-MA - Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação “Joãosinho Trinta” do Maranhão – São Luís – MA
Coral Infantil Amor e Vida – São Luís - MA
Coral Rosa de Saron – São Luís - MA
Coral Viva Vida – Escola Viva Vida – São Luís - MA
Coral Menino Jesus de Praga – São Luís - MA
Coral SESC Musicar – São Luís – MA

Dia 19 de outubro 
Convento das Mercês – 19h

Corais infantis e infanto juvenis:
Coral Raios de Sol do Programa Sol Nascente- Gedema – Grupos de Esposas dos Deputados do Estado do Maranhão –Assembleia Legislativa do Maranhão –São Luís-MA
Coral Brincanto – Creche Escola Soneca – São Luís - MA
Coral Infantil Canto do Uirapuru - Coletivo de Mulheres Negras nas Artes Lélia Gonzalez – São Luís - MA
Coral Paz e Bem –São Luís - MA
Coral do Núcleo de Arte e Educação do Teatro Arthur Azevedo – São Luís - MA
Coral Infantil Primícias – São Luís - MA
Coral Universidade Infantil Rivanda Berenice – São Luís – MA

Dia 20 de outubro 
DAC/PROEXCE/UFMA (sede provisória) – Rua Humberto de Campos, 174 (Centro)

9h às 10h15 - Oficina: Vocal – Profª Andréa Daltro
10h às 12h - Ofi cina: Regência – Prof. Dr. Ricardo Bordini – Departamento de Artes/UFMA.
Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos – Rua do Egito (Centro) - 17h

Corais:
Coro Terapêutico da Fundação Antonio Dino – São Luís-MA
Madrigal São Luís – São Luís-MA
Madrigal Som das Águas – São Luís-MA
Coral Jovem da Igreja Adventista de São Luis – São Luís-MA
Igreja de São João Batista Rua 13 de Maio, esquina com Rua da Paz (Centro) – 18h

Corais:
Coral Canto de Luz da UNITI/UFMA – São Luís-MA
Madrigal Santa Cecília – São Luís – MA
Coral Shalom – São Luís-MA
Coral Francisco Jara – São Luís-MA
Coral Harmonia – Fortaleza-CE
Convento das Mercês - 19h

Coral Universidade Federal do Maranhão
Coral SESC Vozes de Sabedoria - São Luís – MA
Coral Aliança – São Luís - MA
Coral Shalom – São Luís-MA
Coral Maranatha - São Luís – MA
Coro Terapêutico da Fundação Antonio Dino – São Luís-MA

Dia 21 de outubro 
DAC/PROEXCE/UFMA (sede provisória) – Rua Humberto de Campos, 174 (Centro)

9h às 10h15m - Oficina: Vocal – Profª Andréa Daltro
10h às 12h - Oficina: Regência – Prof. Dr. Ricardo Bordini – Departamento de Artes/UFMA.
Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos – Rua do Egito (Centro) – 17h

Corais:
Coral Plenitude – São Luís-MA
Coral São João - MA
Coral Arte Canto – MA
Coral Vozes do MP (Ministério Público) da PGJ (Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão – São Luís – MA
Coral Municipal João Menezes – Pedreiras-MA
Igreja de São João Batista Rua 13 de Maio, esquina com Rua da Paz (Centro) – 17h

Corais:
Coral SESC Vozes de Sabedoria - São Luís - MA
Coral Maranatha - São Luís – MA
Liberty Music Coral - São Luís – MA
Coral Aliança – São Luís – MA
Coro da Orquestra Jovem do Maranhão João do Vale – São Luís--MA
Coral da UFPI –Universidade Federal do Piauí – Teresina – PI
Convento das Mercês – 19h

Corais:
Coral Francisco Jara – São Luís-MA
Madrigal Santa Cecília – São Luís - MA
Madrigal Som das Águas – São Luís-MA
Madrigal São Luís – São Luís-MA
Coro da Orquestra Jovem do Maranhão João do Vale – São Luís--MA
Coral Plenitude – São Luís-MA
Coral Vozes do MP (Ministério Público) da PGJ (Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão – São Luís - MA
Coral Harmonia – Fortaleza-CE.


Dia 22 de outubro 
Convento das Mercês – 19h

Corais:
Coral Canto de Luz da UNITI/UFMA – São Luís-MA
Coral Municipal João Menezes – Pedreiras-MA
Coral Arte-Canto – São Luís – MA
Coral Jovem da Igreja Adventista de São Luis – São Luís-MA
Liberty Music Coral - São Luís – MA
Coral da UFPI –Universidade Federal do Piauí – Teresina – PI
Coral São João – São Luís – MA.


Serviço
O quê? 37º Festival Maranhense de Coros (Femaco)
Quando? Terça-feira (17) a domingo (22)
Onde? Convento das Mercês (Bairro do Desterro), Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (Rua do Egito) e Igreja de São João Batista, na rua 13 de Maio (Centro)

“Manuel Bernardino: o Lenin da Matta” tem nova exibição em São Luís



O filme “Manuel Bernardino: o Lenin da Matta”, da cineasta Rose Panet, terá nova exibição em São Luís. Será nesta segunda-feira (16), às 19h, com entrada gratuita, no Auditório da Faculdade de Arquitetura da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA, Rua da Estrela, 475, Praia Grande), instituição em que ela é professora.

“Estamos bastante contentes em poder realizar esta sessão no mês do centenário da Revolução Russa. Manuel Bernardino, o protagonista, é um personagem que acaba fazendo, a partir do Maranhão, uma ponte com este importante acontecimento histórico”, comenta Rose Panet.

O filme foi selecionado em edital público do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (Prodav), do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) da Agência Nacional de Cinema (Ancine), vinculada ao Ministério da Cultura (MinC). O telefilme de 52 minutos foi o único nordestino e o único dirigido por uma mulher selecionado em sua categoria entre as mais de 700 obras audiovisuais inscritas no certame. “Manuel Bernardino: o Lenin da Matta” está sendo exibido desde julho pela TV Universitária de Pernambuco e deve estrear na TV UFMA ainda em 2017, além de em outras emissoras públicas de televisão.

Produzido pela Lume Filmes, o documentário conta a trajetória de Manuel Bernardino, líder camponês, socialista, espírita e vegetariano, que no início do século passado arregimentou cerca de 200 homens quando da passagem da Coluna Prestes pelo Maranhão, talvez o maior contingente de sua história. O filme é narrado por Zeca Baleiro, com direção de fotografia de Murilo Santos e trilha sonora original de Joaquim Santos. Rose Panet assina argumento, direção e roteiro — construído a partir do depoimento de Manuel Bernardino em uma delegacia de polícia em São Luís em 1921.
A sessão gratuita e aberta ao público de “Manuel Bernardino: o Lenin da Matta” na Faculdade de Arquitetura da UEMA tem apoio cultural da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo do Maranhão (Sectur).

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Vinaa lança Bordel de Amianto


Hoje, logo mais, às 20 horas, a Fanzine, localizada na Avenida Beira Mar se transformará num verdadeiro “Bordel de Amianto” para o lançamento do CD do cantor maranhense VINAA, que promete um show com muita energia, e originalidade autoral para celebrar a diversidade por meio da música que liberta e afasta de padrões dos gêneros. A noite contará com a presença dos cantores nacionais Caio Prado, LaBaq e Silvino, além de um time de artistas maranhenses que fazem participação no disco.

Maranhense, 27 anos, VINAA teve a música, ainda na infância, como instrumento que o livrou da timidez e que na juventude proporcionou sua desconstrução do gênero e dos comportamentos sociais pré-definidos. Foi a música que permitiu a ele redescobrir-se como homem.

VINAA desde o início de sua carreira profissional mostrou coragem, ousadia, força e vigor à frente de uma banda baile em São Luís, onde conheceu produtores e também a classe artística. Força essa que é traduzida nas suas composições de Bordel de Amianto e nos shows que faz na noite da capital maranhense.

Foi exatamente nesse período da banda que conquistou as primeiras impressões de quem não conhecia seu outro lado. Três anos depois, cativou ainda mais o público à frente do seu projeto 'TRANSE', festa que apresenta repertório direcionado para a diversidade e a liberdade de expressão, sexual e política, e, que é promovida em conjunto com a Satchmo Produções (produtora de shows que acompanha o músico desde então).

O uso da saia nos palcos, a forte maquiagem e elementos cenográficos em suas apresentações, além de uma voz estonteante e suave ao mesmo tempo, caracterizam a mensagem política dos shows do VINAA que tem pretensões de viajar o Brasil com seu álbum de estreia.

VINAA tem na sua sonoridade influências do tropicalismo de Caetano Veloso, da força de Ney Matogrosso, do romantismo de Cazuza e do jazz-pop da Blood, Sweat and Tears. Fã de Liniker, Johnny Hooker e As Bahias e a Cozinha Mineira, VINAA também usa a música para abrir o leque de expressão e gênero.

Para ele, a visibilidade que vem recebendo atualmente é algo de extrema importância. “Com a internet, é possível estabelecer conexões com pessoas que não estavam necessariamente próximas do nosso discurso e também com pessoas que assim como a gente teve alguma dificuldade de ser o que é. Com a música, a gente consegue se fortalecer e apresentar a nossa arte que não tem um público especifico ou uma bandeira só, falamos do amor, da necessidade de ser quem somos, de respeito e de criamos um espaço para defender o que consideramos importante”, diz VINAA.

O disco
O disco "Bordel de Amianto" tem produção de Sandoval Filho (integrante da Soulvenir - banda vencedora do Concurso EDP Live Bands 2016) e direção artística do aclamado Cury Heluy (compositor de 'O Que Me Importa', 'Aparências', entre outros sucessos nacionais, e, produtor de grandes promessas da MPB no final da década de 1960, no Rio de Janeiro).

A capa do CD foi uma concepção alinhada entre VINAA e o ilustrador Rodrigo Falco (SP) que captou com muita sensibilidade a essência do artista maranhense.

“O nome do disco parte da concepção de que todos somos repletos de desejos e muitas vezes deixamos de realizar essas vontades por motivos dos mais diversos, desde impeditivos sociais até as cicatrizes de relacionamentos fracassados. A nossa intenção é fazer do show um grande bordel”, destaca VINAA.

“A música e todo o meu trabalho não possuem estilos direcionados a ninguém. Mesmo levantando bandeiras importantes, ainda assim é um trabalho que não tem determinação geográfica, nem orientação sexual, posição política nem religiosa, também não é direcionado a minorias e nem a segmentos. É um disco de alerta feito para o Brasil cantar junto”, enfatiza o artista.


A grande sacada do disco é a saga daqueles que vão em busca da satisfação dos desejos, seja ela real ou virtual, e a descoberta que, na verdade, o bordel habita dentro de cada um de nós.

“A maioria das canções do disco já estavam prontas quando resolvi gravá-lo. Todas as composições são frutos de minha inquietação de anos em não poder ser quem eu realmente gostaria de ser. Todas as vezes que eu vivia alguma situação angustiante, pegava o violão e fazia minhas confissões”, destaca o cantor que está debruçado nos últimos meses na produção deste show que promete ser um marco no cenário musical maranhense.

“O VINAA é o personagem principal dessa história. Ele é ambicioso e vai perseguir essa estrada em busca de ser um artista cada vez mais completo. Ele tem mensagens importantes para passar. A música também tem esse papel de expor os problemas e apresentar soluções. Ele trabalha de forma séria e traz um disco que é dele e que apresenta esse alerta, esse tom de reclamação. É um artista sincero quando canta e chega com a sua arte e a sua sensibilidade as outras pessoas. É um cara que eu já admirava e fiquei emocionado com o convite dele. Gosto de ver a vontade dele!”, destacou o diretor artístico Cury Heluy.

O 2º lote de ingressos para o show de lançamento do CD "Bordel de Amianto" já está à venda nas lojas Fatto a Mano, no Shopping da Ilha, e Livraria Leitura, no São Luís Shopping.

Serviço
O quê? Show de lançamento CD Bordel de Amianto de  VINAA
Quando? Hoje, às 20h
Onde? Fanzine Rock Bar - Centro
Quanto?Os ingressos neste lote custam R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). O show é assinado pela Satchmo Produções, Galpão de Ideias Marketing e Moda do João

Artistas Convidados: Caio Prado (RJ), LaBaq (SP), Silvino (SP), Enme Paixão, Milla Camões, Ana Flávia, Valéria Montenegro, Junior Santiago, Márcio Glam, Sfanio, Luciano Garcia, Dj Pedro Sobrinho, Banda Roqueville, Dante Assunção e David Rebolativo.


segunda-feira, 9 de outubro de 2017

1º ENCONTRO DE ONCEIROS DO MARANHÃO


Cortejo da Casa do Maranhão para a Praça Nauro Machado com participação dos matraqueiros, pandeireiros e cantadores de grupos de Bumba Boi.


Acontece dia 13 de outubro o I Encontro de Tambores Onça da ilha envolvendo os vários sotaques de bumba boi que utilizam este instrumento.
O Encontro é uma desejo antigo dos tocadores de tambor onça dos grupos com o objetivo de evidenciar este pequeno instrumento que soma no meio da trupiada com seu som marcante do urro do boi. Com o objetivo de evidenciar, valorizar e fortalecer o movimento dos onceiros de São Luís foi pensado o Encontro que acontece nesta sexta.
 O evento começa com uma oficina as 14 h com o percussionista e onceiro Leandro Maramaldo e as 17h segue em Cortejo pelas ruas da Praia Grande até a praça Nauro Machado onde acontece a cantoria com cantadores de vários sotaques. Com a presença de Jailson cantador da Pindoba, Ribinha do Maracanã, Marquinhos da Maioba, Berg da Pindoba, Cecel da Madre Deus, Sorozinho boi Estrela Maior, Marcos Salazar do Boi da Mata e vários convidados.




Prefeitura divulga chamada pública para lançamento de livros durante 11ª FeliS


A Secretaria Municipal de Cultura (Secult) divulgou a chamada pública nº 01/2017 para inscrição de escritores maranhenses para lançamento de livros durante a 11ª Feira do Livro de São Luís - Felis. O evento, que tem a parceria do Governo do Estado, será realizado no período de 10 a 19 de novembro, na Praia Grande. Serão disponibilizadas 54 vagas para lançamento de obras literárias, que acontecerão no "Espaço de Lançamento" da Feira.

"O lançamento de livros é um dos mais importantes espaços da 11ª Feira do Livro de São Luís. Através dessa iniciativa, podemos oportunizar uma estrutura adequada, sem qualquer ônus ao escritor, e promover a valorização de obras maranhenses", afirma o Secretário Municipal de Cultura, Marlon Botão.

Os interessados devem realizar a inscrição entre os dias 09 e 20 de outubro, a partir de formulário disponível no site da Prefeitura de São Luís, http://www.saoluis.ma.gov.br, devidamente preenchido, que deverá ser entregue na sede da SECULT, localizada na Rua do Mocambo, nº 253 - Centro. Além disso, os autores devem entregar um exemplar da obra à Secretaria Municipal de Cultura, que posteriormente será doado à Biblioteca Pública Municipal José Sarney.

Vale destacar que as 54 vagas disponibilizadas englobam apenas livros publicados no ano de 2017. Caso o número de inscrições recebidas não seja suficiente para cobrir essa quantidade, as inscrições de lançamentos e relançamentos de anos anteriores serão aceitas.

As sessões de lançamentos terão duração de, no máximo, 40 minutos, e serão sequenciadas pela sessão de autógrafo com o mesmo tempo de duração. Os autores que tiverem interesse em escolher a melhor data e horário para seu lançamento poderão, no ato da entrega da ficha de inscrição, indicar a sua preferência.

A lista de autores inscritos na chamada pública será divulgado na página da Prefeitura de São Luís na internet, através do site http://www.saoluis.ma.gov.br, a partir do dia 24 de outubro de 2017.

11ª Feira do Livro de São Luís
A Feira do Livro de São Luís (FeliS), que será realziada em parceria com o Governo do Estado, tem o objetivo de fomentar a tradição literária e cultural da capital maranhense, propiciar o maior acesso ao livro, estimular a formação de novos leitores e incentivar as cadeias produtivas em torno do livro e da mediação da leitura. O evento foi criado pela Lei Municipal no 4.449, em 11 de janeiro de 2005.
Este ano, na sua 11º edição, a FeliS tem como patrona a escritora maranhense Maria Firmina dos Reis, primeira romancista brasileira que este ano completa 100 anos de falecimento.

A cada edição, a FeliS é organizada em torno de uma temática construída coletivamente entre as diversas instituições parceiras na formatação do tema, definição do nome de patrono, eixos temáticos, planos de divulgação, apoio institucional, estratégias de viabilização, projeto arquitetônico e ambiental.

A escritora maranhense Maria Firmina dos Reis ganhou notoriedade por sua ousadia, originalidade e pioneirismo no cenário literário nacional destacando-se como contista, folclorista, poetisa, abolicionista, compositora e primeira romancista brasileira. A Feira lançará um olhar para vida e obra da romancista negra que abordou temas complexos para o contexto social em que viveu, subvertendo uma ordem imposta que segregava a mulher. além de refletir sobre a literatura feminina.

Exposição “Bonecas de Maria” será aberta nesta terça-feira (10)

A artista plástica e artesã Maria Mendonça abre nesta terça-feira, 10 de outubro, no Ateliê de Marlene Barros, localizada na Rua 28 de Julho, 444 , Desterro – Centro Histórico – próximo ao Convento das Mercês, a exposição “Bonecas de Maria”, composta por 80 bonecas inéditas, e em tamanhos variados. A mostra fica em cartaz no período de 10 de outubro a 10 de novembro, no horário das 10h às 19h, de segunda a sexta-feira.

Esta é a sexta vez que a artista vai expor os seus trabalhos. A primeira aconteceu no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, em 98. As outras duas no Palacete Gentil Braga. A artista plástica autodidata Maria Mendonça é maranhense e desde a infância que se identifica com arte de criar bonecas de pano.

Sobre a exposição “Bonecas de Maria ” a artista  afirma que é um momento de mostrar o resultado da confecção das bonecas, o qual ela avalia sendo um trabalho artesanal que faz com o maior prazer. Para produção de bonecas, a artista Maria Mendonça que também é costureira, ela aproveita retalhos de tecidos, e os acabamentos são feitos de rendas e fitilhos e missangas, tendo um resultado surpreendente e de inquestionável bom gosto.

“Tenho um carinho especial pelas bonecas, porque elas fazem parte da minha vida, cada criação representa um momento de inspiração artística”. As minhas bonecas considero meu oxigênio, o sentido da minha vida, são a outra parte da minha família declarou Maria Mendonça.
SOBRE A ARTISTA
Maranhense, da cidade de Bacurituba, Dona Maria Mendonça é mãe dos artistas plásticos João Ewerton, Fernando Mendonça e Marlene Barros. Além de confeccionar peças de cama, mesa e banho, com requinte e fino acabamento, Dona Maria Mendonça também vem produzindo trabalhos voltados para o público infantil.

1ª Eliminatória da Flor do Samba nesta sexta (13)


 Nos preparativos com vistas ao carnaval de 2018, que o Grêmio Recreativo Escola de Samba Flor do Samba promove nesta sexta-feira, 13 de outubro, por volta das 21h, na Praça da Flor, no Desterro, a primeira eliminatória do concurso de samba enredo, com as seguintes atrações musicais: Bloco Tradicional Os Foliões, Grupo de Pagode Tô Legal e Bateria Fabulosa da Flor do Samba.

Pela ordem de sorteio, obem ao palco cinco propostas, dos seguintes compositores: 01- Dedé da Flor e Denilson Cutrim/02- Carlos Boni e Phelippe Sapuca/ 03- Valmir Sales, Bill Maravilha, Silvio Rayol e Camarão Mendes/ 04- Ezequiel Alves/ 05- Ronildo José, Samuel Brandão e J. Junior.

Para o carnaval de 2018, a Flor do Samba vai desfilar com enredo "Hoje tem festança e cantoria: é a Flor em Balsas! No centenário da cidade querida!".

Conforme calendário divulgado pela diretoria da Flor do Samba, a segunda eliminatória vai acontecer no próximo dia 20 de outubro. A grande final, com apenas quatro sambas classificados vai ocorrer no dia 27.

SERVIÇO:
O que: 1ª Eliminatória da Flor do Samba
Quando:  Sexta-feira, 13 de outubro, às 21h
Onde: Praça da Flor, no Desterro
Atrações: Bloco Tradicional Os Foliões, Grupo de Pagode Tô Legal e Bateria Fabulosa da Flor.

Ufma abre inscrições para oficinas gratuitas de Regência e Vocal

Atenção musicistas, regentes, professores de educação musical, cantores de grupos corais e música popular e graduandos em música. A Universidade Federal do Maranhão (Ufma) abriu inscrições gratuitas para duas oficinas que serão realizadas durante o 37º Festival Maranhense de Coros (Femaco), evento que acontecerá no período de 17 a 22 deste mês, no Convento das Mercês, em São Luís (MA). São elas: a Oficina de Regência, que será ministrada pelo Professor Doutor Ricardo Mazzini Bordini, e a Oficina de Vocal, que será realizada pela professora Andréa Daltro.

As oficinas ocorrerão nos dias 20 e 21 deste mês, na sede provisória do Dac (Rua Humberto de Campos, 174. Centro), em São Luís. As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição, que estão sendo feitas pelo site do Dac (www.cultura.ufma.br). A Oficina Vocal acontecerá das 9h às 10h15, com orientações e exercícios de preparação vocal para coro, cuidados com a voz, cuidados com a voz infantil e técnica para canto popular. A oficina de Regência será realizada no mesmo período, das 10h30m às 12h.

Os participantes aprenderão técnicas de precisão e expressão; repertório (análise e preparação), ensaio (ensaio e interpretação) e aspectos musicais de recital. A organização da oficina sugere aos participantes que apresentem durante as aulas problemas específicos, sejam de repertório, de técnica, de ensaio, dentre outros, para serem discutidos e trabalhados na oficina. As duas oficinas são uma realização da Ufma, por meio do Departamento de Assuntos Culturais (Dac/Proexce).

Saiba mais:
Professora Andréa Daltro (Oficina de Vocal)
Nasceu em Cicero Dantas (BA). Durante seus estudos de graduação na Universidade Federal da Bahia ingressou como cantora no Madrigal da Escola de Música e embora trabalhasse com música erudita com a Orquestra Sinfônica sob a regência de Ernst Widmer (entre outros), logo engajou-se ao canto de música popular (principalmente gêneros musicais instrumentais) fora da escola. Seu repertório inclui ópera, música de câmara, obras de vanguarda, música instrumental vocalizada e música popular do Brasil. A professora Andréa Daltro já gravou 5 CDs incluindo modinhas, música sacra, poemas de Castro Alves postos em música por importantes compositores brasileiros e tem se apresentado em muitos shows de música popular. Atualmente ensina técnicas de canto para cantores jovens e adultos. Recebeu premiação e algumas indicações ao Troféu Caymmi por suas atividades tanto como cantora quanto como educadora.

Professor Doutor Ricardo Mazzini Bordini (Oficina de Regência)
Possui graduação em Composição pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1986); graduação em Regência pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1987), mestrado em Música pela Universidade Federal da Bahia (1993), doutorado em Música pela Universidade Federal da Bahia (2003) e estágio pós-doutoral na University of California at Santa Cruz (2012). Atualmente é professor Associado I da Ufma. O professor Doutor Ricardo Mazzini Bordini tem experiência na área de Artes, com ênfase em Composição Musical, atuando principalmente nos seguintes temas: análise musical, teoria pós-tonal, música brasileira, composição musical, execução musical, informática e hipermídia em música, espaço de encadeamentos atonal, e composição algorítmica.

Serviço
O quê? Oficina de Regência (das 9h às 10h15) e Oficina de Vocal (10h30m às 12h)
Quando? De 20 a 21 deste mês
Onde? Sede provisória do Dac (Rua Humberto de Campos, 174). Centro, em São Luís.
Inscrições gratuitas

Feijoada do Reino animará o sábado em São Luís



Um verdadeiro carnaval fora de época, assim promete ser a segunda edição da “Feijoada do Reino” que traz de volta a São Luís, o baiano mais querido do Brasil, Durval Lelys e o fenômeno Jonas Esticado neste sábado (14), a partir das 14h, no Rio Poty Hotel. Para abertura do evento uma roda de samba, DJs a banda Mix in Brazil.

Ao som de hits como “Dança da manivela", "Desejo de Amar", "Luar de Verão", "Me Abraça, Me Beija", "Asa de Águia" e muitos outros que o rei da rua, Durval Lelys se apresenta no evento, o anfitrião da tarde, promete um repertório especial. “Vai ser um fim de tarde e início de noite inesquecível, a primeira edição ficou com o gosto de quero mais, tô louco de saudades de São Luís, vamos vibrar muito Ilha do amor”, conta o cantor que comandou o Asa de Águia durante 27 anos.

O evento ganhou repercussão em outras cidades e fãs de vários lugares do Brasil estão a caminho do evento, comenta um dos organizadores do evento. “Ano passado a gente viu o quanto a festa foi mágica, tivemos aí um evento esgotado no ano passado, quem veio sabe bem o que estamos falando, quem perdeu ficou acompanhando de casa toda repercussão e isso foi bom, agora temos aí fãs de Fortaleza, Belém, Brasília, Rio de Janeiro e muitas outras cidades a caminho de São Luís para acompanhar de perto a Feijoada do Reino, saber que paraíso é esse que tanto falamos”, comenta Marcelo Aragão, diretor da 4Mãos.

Não só de axé será o evento. Sertanejo e forró em peso com Jonas Esticado (foto abaixo). O jovem vem conquistando o Brasil e hoje é muito elogiado por ter o melhor repertório do país, com música pra cima, animada e especiais, entre elas, “Guerra de travesseiro”, “Com Amor Não Se Brinca', 'Quem Imaginava Nós Dois', 'Só Mais Uma Vez' e muito mais. “Já tinha ouvido falar da Feijoada do Reino, mas não imaginava todo esse sucesso, quando meu empresário contou que iria voltar a São Luís e fazer show na Feijoada do Reino, fiquei muito empolgado. Realmente o Brasil todo comenta e venho acompanhando nas redes sociais a animação da galera e isso contribui muito para um evento de sucesso”, afirmou o cantor.

Ao todo, teremos 10 horas de festa. Uma mistura envolvente, animada e com muita gente bonita presente, assim como foi na edição passada. No Lounge, um pouco do tradicional camarote da Bahia, o “Reino”, que tem a marca de serviços espetaculares. No espaço, o público poderá desfrutar do “Lounge Real” aproveitando serviços de alto padrão da Água Viva, Espaço Divas para customização, hambúrguer da Bulldog, massagem com assinatura da Francine Rossini, SoveteCoco com a melhor casquinha de sorvete do Maranhão, Thor Suplementos, Pizza Hut, Clube da barba e Salão Lushe Makeup.

E claro, nos dois ambientes, o espaço piscina e lounge, você terá um buffet de feijoada com muito requinte.

Entrega de camisas – Você que se antecipou, já pode retirar a camisa na Loja Ingressando no São Luís Shopping. Basta apresentar o vale-camisa e o ingresso para validação, a loja funciona das 10h às 22h.

Venda - As camisas também estão à venda na Loja Degraus (Rio Anil Shopping e Shopping da Ilha) e Loja Visótica (Tropical Shopping), mas apenas na Loja Ingressando (São Luís Shopping), você compra e recebe na mesma hora a camisa. O Espaço Piscina custa R$ 170 e Lounge Real R$ 260.

Serviço

O quê: Feijoada do Reino

Quando: Sábado, dia 14 de outubro

Onde: Rio Poty Hotel

Atrações: Durval Lelys, Jonas Esticado, Mix in Brazil, DJ e Roda de Samba

Informações: (98) 3016-6663

Realização: 4Mãos Entretenimento

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Baile Tropical no Fanzine Rock Bar



No próximo dia 14, sábado, acontece um tributo ao som setentista da banda ícone Novos Baianos, o “Baile Tropical” com a banda Calabar (foto acima), na Fanzine Rock Bar (Beira-mar).  A festa começa às 20h e  vai contar também com as participações especiais do cantor e compositor Marcos Magah e da Banda Pedeginja (foto abaixo).

Ícone da contracultura brasileira, os Novos Baianos se destacaram nos anos 70, gravaram 'Acabou chorare', um dos discos mais importantes da nossa música, com faixas emblemáticas como 'Preta pretinha', 'Mistério do planeta', 'Besta é tu' e 'Acabou chorare'. Clássicos que serão revitalizados numa interpretação enérgica da banda Calabar, junto a cantora Jéssica Góis (Pedeginja), eles completam o palco com performances unindo o Rock, Samba, Jazz e Música Contemporânea.

A abertura da noite é de Marcos Magah (foto abaixo) com seu show visceral onde a psicodelia, o brega e o punk convivem de forma natural. Seguido da Pedeginja, que promete uma apresentação contagiante, unindo despretensiosamente poesia, ritmos e diversão. Desde a abertura das portas, já para entrar no clima, vai estar rolando um repertório homenageando os maiores nomes da música brasileira em som ambiente.

A banda Calabar é formada por Rômulo Rodrigues (guitarra), Fernando Moreira (bateria), Fernando Marques (baixo), Cláudio Leite (voz), Jéssica Góis (voz, participação especial) e Paulo Muniz (guitarra/violão).


SERVIÇO
O QUÊ? “BAILE TROPICAL”, UM TRIBUTO AOS NOVOS BAIANOS
QUANDO? 14 DE OUTUBRO (SÁBADO), 20H
ONDE? FANZINE ROCK BAR
QUANTO? R$ 20,00 (R$ 10,00 MEIA PARA ESTUDANTES)
INFORMAÇÕES: 98 98218 2264.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Ritual de matança de bois

MORTE DO BOI DA MADRE DEUS, NESTE DOMINGO
O batalhão secular de matraca do Boi da Madre Deus vai brincar, na noite deste sábado, 30, na Liberdade (Floresta), na sede do Boi de Apolônio, e no terreiro do Boi Mimo de São João (Boi de Martinha), na Rua Colômbia, no Anjo da Guarda, e amanhecerá na Madre Deus, para o enterramento do mourão.   Na tardezinha de domingo, 1º, acontecerá o ritual da Morte do Boi, na  frente da sua sede, perto do Largo de São Pedro.

MORTE DO BOI DE MARTINHA MIMO DE SÃO JOÃO, NO ANJO DA GUARDA
O Boi Mimo de São João, Boi de Martinha, de matraca, vai vadiar na noite de sábado, no Anjo da Guarda, com sua rapaziada, na madrugada, recebendo o batalhão do Boi da Madre Deus. No começo da noite de domingo, o Boi de Martinha vai morrer, no seu terreiro, na Rua Colômbia.

Terrestre do Samba vai gravar samba enredo


                Os intérpretes e ritmistas do Bloco Pau-Brasil, sob o comando de Pedro Cego e Jean, vão gravar para CD, na próxima semana, o samba-enredo da Terrestre do Samba, ao carnaval 2018, sobre os 50 Anos da Criação do Bairro Anjo da Guarda, composição do jornalista, poeta e folclorista Herbert de Jesus Santos.

O lançamento acontecerá no dia 22 de outubro, na sede da Terrestre, na Estiva, com o relançamento marcado para o dia 28, na Praça do Anjo, quando serão comemorados os 49 anos do Anjo da Guarda. No dia 27, no mesmo local, o Bloco Pau-Brasil apresentará o seu samba-tema com que homenageia o ator e teatrólogo Aldo Leite, composição também de Herbert, e que será gravado em CD. 

Prêmio João Francisco dos Santos

O evento, promovido pela Negro Axé, visa valorizar a cultura negra, incentivando e fortalecendo a singularidade da cultura do Estado e destacando os que melhor produziram nas categorias: MÚSICA, DANÇA, POVOS TRADICIONAIS DE TERREIRO, TEATRO, LITERATURA, COMUNICAÇÃO, AUDIOVISUAL, PRODUÇÃO CIENTIFICA, PRODUÇÃO CULTURAL, ESPORTES, CAPOEIRA, PROJETOS SOCIAIS, ARTES VISUAIS, CULTURA DIGITAL, EDUCAÇÃO, ESTÉTICA NEGRA, AGREMIAÇÃO CULTURAL e MODA, em nível local, nacional e/ou internacional.
A premiação recebe o nome de João Francisco dos Santos, ativista político maranhense, que ao longo de sua vida, atuou em grandes lutas populares no Estado, ao lado de figuras como, Maria Aragão, William Moreira Lima, Neiva Moreira e Jackson Lago, dentre outras lideranças.
A premiação acontecerá no dia 18 de novembro de 2017.

28 ANOS DO GRUPO PALMARES

O samba vai estar em festa no próximo dia 8 outubro, domingo, a partir das 13h. A parada obrigatória será no pagode ‘Fundo de Quintal’ rua da Alegria, no bairro  Sacavém, um reduto de resistência do samba maranhense, com uma suculenta feijoada, regada a muito samba e pagode para festejar 28 anos do grupo Palmares. Bolo na mesa e samba pra valer com a participação dos grupos Feijoada de Completa, Palmares, De Pai para Filho, Suburbanos, Samba da Feirinha, Pedrinho & Valbinho, Cupim, Anderson Feijoada e Ribão d Oludô. 

Vendas de camisas pelos telefones: 98735 4271/ 99143 0943

Temas de natureza-morta compõem exposição no Espaço de Artes Márcia Sandes

Como forma de ocupar o tempo com uma atividade lúdica, prazerosa e diretamente ligada à criatividade, a maranhense Maria José de Castro Viana, 88, descobriu há cinco anos a pintura. Orientada por diversos artistas plásticos de São Luís, incluindo nomes como Beto Lima, a senhora passou a pintar telas semanalmente e, agora, apresenta a exposição “Primavera”, a primeira de sua vida. A mostra está em cartaz até o dia 6 de outubro, no Espaço de Artes Márcia Sandes, na Procuradoria Geral de Justiça (Calhau).

São 11 telas, a maioria abordando temas de natureza-morta. Entre as imagens mais presentes, estão vasos de flores. “A minha mãe gosta muito de pintar flores. É o seu tema predileto”, completou a filha da artista, Graça Viana.

Ela acrescentou que a prática das artes plásticas foi a maneira que a família encontrou para melhor prevenir a artista de problemas como a depressão. “Ela é muito entusiasmada com a atividade. Pintar é um motivo de muita alegria para minha mãe. Sabemos que a ciência aponta que a pintura ajuda o desenvolvimento neuronal”.
Todas os quadros da exposição estão à venda. Os preços variam de R$ 100 a R$ 250.

SERVIÇO
Exposição “Primavera”, de Maria José de Castro Viana
Local: Espaço de Artes Márcia Sandes (Procuradoria Geral de Justiça)
Até o dia 6 de outubro
Aberta ao público em horário comercial

Redação: CCOM-MPMA

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Sonora- Ciclo Internacional de Compositoras em São Luís

O Sonora Ciclo Internacional de Compositoras é um festival que acontece no Brasil e no mundo para divulgar o trabalho de mulheres compositoras. Agora é a vez das maranhenses mostrarem sua força, já na segunda edição do festival em São Luís.

Oito mulheres fazem parte da programação, são elas: Valda Lino, Camila Reis, Didã, Jane Maciel, Liz, Manuela, Núbia e Valéria Sotão, que já tem trabalhos expressivos em São Luís. Cada uma traz um estilo único e cheio personalidade, traduzindo o papel da mulher na música brasileira e local. Você vai poder ouvir rock, pop, reggae, samba, terêco... Uma viagem por diversos ritmos que refletem também a diversidade da cultura local.

O festival foi idealizado pelas cantoras e compositoras Deh Mussulline e Larissa Baq. No ano passado aconteceu em 26 cidadades e seis países.  Objetivo é fazer com que mulheres cantem e troquem experiências dando visibilidade às compositoras, que muitas vezes são invisibilizadas.

O Ciclo Internacional surgiu de uma campanha nas redes sociais que teve início com a hashtag “#Mulheres Criando”, lançada no ano passado pela cantora mineira Deh Mussulini, integrante do coletivo Ana, que já nutria há alguns anos a vontade de fazer o festival. Durante a campanha as compositoras postaram vídeos com músicas autorais em protesto a uma mostra de compositores cuja a programação não contemplava mulheres. A ideia rapidamente se espalhou pelas redes sociais mobilizando cantoras do mundo inteiro dando início ao Sonora Ciclo Internacional de Mulheres. O festival é também uma forma de ativismo em defesa das mulheres.

Larissa Baq afirma que “há cerca de 150 anos a mulher aprendia a tocar instrumentos para servir de dote ao futuro marido. Depois que casava, ela tocava apenas para entreter os convidados do companheiro. Sua expectativa enquanto musicista parava por aí, pois não havia estímulo e coragem para seguir adiante. Por isso a grande maioria reproduzia criações de homens”, explica. Afirma também que ao acessar estudos da pesquisadora Carô Murgel descobriu que havia um empenho sistêmico da sociedade para invisibilizar compositoras, historicamente tratadas como “autores desconhecidos” ou “amadores” em partituras ou cartazes de shows. Diz ainda, que “o sonora veio para enaltecer esse debate sobre a desigualdade de gênero e dizer que nós existimos. Por mais que estejamos no século 21 ainda somos muito diminuídas, por isso a importância de uma mostra como esta”, ressalta. Em São Luís é produzido pelas cantoras e compositoras Valda Lino e Camila Reis.  
Vai ser um momento em que cada uma consagra os seus trabalhos autorais mostrando a força e o poder da voz e composição  feminina.

Serviço
O quê? Sonora Ciclo Internacional de Mulheres
Quando? até dia  30
Onde? Laborarte
Quanto? R$10,00 e R$5,00 (meia)
Horário? 19h

Texto de Letycia Lima

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Prowler - Iron Maiden Tribute Band de volta a São Luís


A Prowler - Iron Maiden Tribute Band  - volta a São Luís para fazer o show que comemora os 17 anos de carreira da banda e o lançamento do DVD de um dos melhores tributos ao Iron no país. 

Quem já os viu em ação não tem dúvidas de que se Bruce Dickinson, Steve Harrys e companhia assistissem o show da Prowler, iriam se assustar com a semelhança do timbre vocal de Kiko Dickinson e com a performance e cenografia impecável que o grupo apresenta. 

Pra você que ainda não teve a oportunidade, essa é a chance de ver de perto como é sentir a emoção de um show do Iron Maiden, pois é assim que se sente a galera que já foi aos shows da Prowler. 

E para o evento ficar ainda mais grandioso, a Epitaph - Judas Priest Tribute Band - fará a abertura do show, com nada mais nada menos que a execução do maior clássico do Judas, na íntegra, o álbum Painkiller, além de outros clássicos, em quase duas horas de show. 

Serviço:
Prowler - Iron Maiden Tribute Band (PI)
Epitaph - Judas Priest Tribute Band (MA)
Data: 30/09/17
Hora: 20h
Ingressos: Primeiro lote limitado
Inteira R$ 30,00 / Meia entrada R$ 15.00
Pontos de venda:
Loja Over All no Tropical Shopping
Ingressos on line:

Fresno faz show no Amsterdam MusicPub, em São Luís