quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Encontro inédito tem o Maranhão no centro das atenções musicais



De acordo com o dicionário, Caçoeira é uma “rede de pesca usada na captura de lagostas no Nordeste do Brasil”. Este é também o nome do grupo anfitrião (foto acima) do terceiro sarau da temporada 2017 de RicoChoro ComVida na Praça, que acontece no próximo sábado (18), a partir das 19h, na Praça do Renascença, com patrocínio de TVN, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Maranhão, e realização de RicoChoro Produções e Eurica Produções.

No caso do grupo, a rede é tecida pelas cordas, couros e sopros e serve para captar sons, que vão do Choro aos ritmos da cultura popular do Maranhão, passando por diversos outros gêneros da música popular brasileira. Os pescadores de sons, que nos servem finas iguarias são um time de virtuoses dos mais destacados na cena chorística do Maranhão: Luiz Jr. (violão sete cordas), Wendell Cosme (bandolim e cavaquinho), Lee Fan (flauta e saxofone) e Wanderson Silva (percussão).

O quarteto, formado especialmente para a ocasião (mas a que apreciadores de Choro já desejam vida longa e além do projeto RicoChoro ComVida na Praça), participará de um momento inédito e histórico na música do Maranhão: será a primeira vez que as cantoras Célia Maria e Lena Machado dividirão durante um show inteiro o mesmo palco.

Cantoras de timbres e gerações distintas, mas apontadas como das mais talentosas do Maranhão em qualquer tempo, Célia Maria e Lena Machado (foto acima) já haviam se encontrado, entre outras ocasiões, em espetáculos como “Noel, Rosa secular”, homenagem coletiva pelo centenário do compositor de Vila Isabel, e durante os shows de gravação e lançamento de “Milhões de uns”, estreia do compositor Joãozinho Ribeiro em disco, além de homenagens ao compositor Antonio Vieira – ambos presentes ao repertório de sábado. Mas ainda não havia surgido a oportunidade de dividirem um show inteiro. É chegada a hora.

No repertório, um passeio entre bambas do Maranhão e do Brasil, entre os quais se destacam os compositores Antonio Vieira, Cesar Teixeira e Joãozinho Ribeiro, todos já gravados por elas, além de Chico Maranhão. Elas também trarão ao palco, amostras dos discos que estão gravando: Célia Maria o segundo da carreira, Lena Machado o terceiro.

“Célia participou do show de lançamento de “Samba de minha aldeia” [segundo disco de Lena Machado], em 2010, no Teatro Arthur Azevedo. Foi um momento muito interessante, onde a gente compartilhou a música de seu Antonio Vieira, “A pedra rolou”, que é um momento que a gente pretende repetir nesse show, e nós também nos encontramos num show em homenagem a seu Antonio Vieira na Praça Maria Aragão, e ali nós compartilhamos no palco uma música dele, “O samba é bom”, outro momento que a gente vai repetir no show. O show tem essa perspectiva mesmo, de sintonizar um pouco o repertório. Célia tem canções que ela já gravou que eu gosto muito, tem canções que eu já gravei que ela também gosta, e ela fez questão de destacar algumas e a gente preparou algumas do meu repertório também, para ela fazer junto comigo. A gente está pensando em passar boa parte do tempo do show juntas no palco”, adianta Lena Machado.

A esta celebração da boa música, sobretudo a produzida no Maranhão, soma-se o DJ Victor Hugo, pesquisador e profundo conhecedor e colecionador, dono de um vasto acervo com os mais diversos registros fonográficos de artistas maranhenses. Como a produção musical do Maranhão sempre esteve impregnada de Choro, escancaradamente ou não, como atestado desde o inventário do Pe. João Mohana até os dias atuais, está garantido, desde já, mais um sarau de encontros únicos, com as melhores conexões musicais.

Serviço
O quê: RicoChoro ComVida na Praça
Quem: DJ Victor Hugo, Grupo Caçoeira, Célia Maria e Lena Machado
Quando: 18 de novembro (sábado), às 19h
Onde: Praça do Renascença
Quanto: grátis


Lendas de São Luís é tema do Sarau Histórico desta sexta-feira (17)


A cidade de São Luís é cercada por mistérios e lendas que são repassadas de geração para geração. Quem não conhece a lenda de Ana Jansen, que passeia pelas ruas do Centro Histórico na sua carruagem? Bom, se você não conhece, poderá ficar inteirado desta e de outras histórias no Sarau Histórico que a Prefeitura promove, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), nesta sexta-feira (17). O evento, que traz como tema 'Lendas de São Luís', é gratuito e começará às 19h, na Praça Benedito Leite.

O Sarau Histórico integra o programa Reviva e tem a proposta de fortalecer a cultura ludovicense para os moradores da capital e para os turistas. A titular da Setur, Socorro Araújo, destacou que incentivar a cultura local significa atrair olhares de moradores de outras regiões. "A capital maranhense já causa encanto em todos devido às suas belezas naturais e acervo arquitetônico rico. Se a gente puder trazer a nossa história como mais um atrativo, é um ganho imensurável para a cidade", explica a gestora.

Em meio a poesias e músicas temáticas, o Sarau trará à tona as principais lendas da cidade interpretadas pela companhia Tramando Teatro, que pensa em uma linguagem lúdica para retratar a São Luís do passado.

Uma das mais conhecidas é a de Ana Jansen. A personagem teve a sua história modificada quando pesquisadores entenderam que, na verdade, a "Rainha do Maranhão" atraiu maus olhares por não aceitar os padrões da sociedade da época - quando as mulheres não podiam assumir funções de alta representatividade, fazendo com que histórias de cunho negativo fossem criadas a respeito delas.

Outra lenda bastante famosa é a da Manguda, que trouxe pavor e sobressalto às crianças e a considerável parte da população adulta de São Luís no século XIX. Deu origem à lenda a farsa idealizada e mandada executar por comerciantes envolvidos no contrabando de mercadorias - principalmente tecidos europeus - introduzidas no comércio local sem o pagamento dos tributos devidos. Eles começaram a disseminar a história de que uma figura fantasmagórica estava passeando pela cidade durante a noite, para facilitar o contrabando. Ela foi batizada de Manguda, em virtude de trajar chambre alvo, de mangas muito largas e compridas. O rosto estava sempre coberto por uma máscara, e da cabeça nascia uma nuvem de fumaça.

REVIVA

O Sarau Histórico faz parte do programa Reviva, que abrange ainda o Passeio Serenata e o Roteiro Reggae. Com programação fixa na cidade, as próximas edições do Passeio Serenata ocorrerão no dia 22 de novembro e 13 de dezembro, e o Sarau Histórico movimentará o Centro nesta sexta-feira, 17, e no dia 20 de dezembro, encerrando a programação deste ano do Reviva.

Turma do Quinto realiza segunda eliminatória neste sábado (18)

Após a realização da primeira eliminatória realizada na última terça-feira (14), a direção de carnaval da Turma do Quinto acelera os preparativos para promover a segunda eliminatória, que vai acontecer neste sábado, 18 de novembro, na sede da escola, localizada na Rua do Norte, Madre Deus.

A festa está programada para iniciar por voltas das 16h30, com  muito samba e pagode dos  bambas do Grupo Samba do Baú e Bloco Tradicional Os Foliões.

A apresentação das quatros propostas que vão concorrer na segunda eliminatória começa pra valer partir das 20h, na seguinte ordem: 01 – Paulo Cobra, Raul Silva e Paulo Junior. 02 – Gilvan Mocidade, Wallace Godinho e Zé Lopes. 03 – Adelson Ferreira. 04 – Franklin Hudson e Jeovah França.

A noitada termina em grande estilo com muito ziringuidum da bateria Explosão TQ, no embalo dos interpretes Gabriel Melônio, Franklin Hudson e Alessandra Loba.

Das quatro propostas apresentadas na primeira eliminatória, foram classificadas as seguintes parcerias: 01 – Luzian Filho e Josias Joca. 02 – Jailson Pereira e Alisson Ribeiro. 03 – Manoel Henrique.

De acordo com o calendário estipulada pela diretoria da escola azul e branco da Madre Deus, a grande final vai ocorrer no dia 25 de novembro, sábado, também na sede da escola, na Madre Deus.

Com o enredo ‘Dos versos do Guriatã, a Turma do Quinto canta as 27 aldeias de Upam Açú, a azul e branco da Madre Deus promete realizar um grande desfile no carnaval de 2018,em busca de mais um título.

SERVIÇO:
O QUE: Festa da 2ª Eliminatória da Turma do Quinto
QUANDO: Sábado, dia 18 de novembro, a partir das 16h30
ONDE: Sede da escola, na Madre Deus
ATRAÇÕES: Samba do Grupo Fundo do Baú, Bloco Tradicional Os Foliões e Show de Gabriel Melônio, com Franklin Hudson e Alessandara Loba, acompanhados pela Bateria Explosão TQ.
 

Rosely Vieira lança livro Empreendedoras Modernas


Acontece logo mais, às 19h, o lançamento do livro “Empreendedoras Modernas“ de Rosely Vieira. O evento será no Espaço Cultural e Livraria da Associação Maranhense de Escritores Independentes (AMEI), no São Luís Shopping. O lançamento do livro  integra a programação oficial da Semana Global de Empreendedorismo e vai ser a primeira obra a receber o Selo da Rede Memória Maranhão. A obra  é uma celebração ao dia do empreendedorismo feminino, instituído pela ONU-Organizção das Nações Unidas, a ser comemorado no dia 19 de novembro.

O livro conta história das mulheres empreendedoras  do Maranhão e trata da força da mulher que sonha, acredita e realiza.  São 23 histórias inspiradoras acerca  de mulheres que  empreendem em várias áreas no estado Maranhão. São elas: Amanda Hellen, Andressa Abrantes, Caroline Caracas, Dani Braide, Edna Montenegro, Edvânia Katia, Fernanda Amélia, Gisela Diniz, Guga Fernandes, Glícia gentil, Karine Belo, Iziane Castro, Jenilce Pavão, Joyce Franz, Livia Viana, Luzia Rezende, Liana  Piorski, Lorena Barbosa, Márcia Nadler, Rebeca Azulay, Renata Costa, Wal Oliveira, Wanda Cunha.Como define a escritora, o livro é uma excelente obra para quem deseja abrir um negócio ou mesmo  conhecer histórias de superação e sucesso.

Rosely Vieira é  mestre em Administração, integra a diretoria do Movimento Empreender Mulher-MEM, coach de mulheres com atendimento especializado a mulheres empreendedoras, Embaixador da Escola de Você, e Consultora e Imagem. Uma mulher empreendera e comprometida com suas ideias e seus ideais.

REDE MEMÓRIA – No dia do l6 também acontece a fundação da Rede Memória Maranhão, uma articulação de jornalistas, historiadores, bibliotecários e outros profissionais para o resgate e preservação da memória do Maranhão.


Espetáculo ‘Pão com Ovo’ vira tema de carnaval


‘Dragões vão ao teatro, Pão com Ovo é o Espetáculo’

O Bloco Organizado Dragões da Madre Deus, que já homenageou nomes de peso da nossa cultura popular, como Patativa, Humberto de Maracanã e Maestro Nonato, e para o carnaval de 2018, não vai ser diferente mostrando os nossos verdadeiros valores culturais.

Assim que a direção de carnaval da agremiação decidiu em levar para a Passarela do Anel Viário, a comédia ‘Pão com Ovo’, dos atores Adeilson Santo (Dijé), César Boaes (Clarisse) e Charles Junior (Zé Maria), dentro do tema ‘Dragões vão ao teatro, Pão com Ovo é o Espetáculo’, proposto pelo pesquisador, produtor e carnavalesco Darlan Oliveira.

Para compor o samba tema, foi escalada a pareceria vitoriosa dos sambas enredos da escola Flor do Samba, equipe composta por Hakã Silva, Leozinho Nunes, Lucas Neto e Darlan Oliveira. Com direção musical do interprete Ceceu Mix.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Favela promove final para eleição do samba enredo 2018

No clima do carnaval de 2018, a diretoria da Favela anunciou para próximo sábado, 11 de novembro, a partir das 20h, na quadra da escola no Sacavém, a realização da grande final do concurso de samba enredo, quando a nação favelense e o público conheceram o hino oficial a ser entoado no carnaval vindouro.

A noite festiva terá no roteiro as atrações musicais, grupo de pagode Tô Legal, Blocos Tradicionais: Os Imbatíveis, Os Brasinhas, Os Feras, Kambalacho do Ritmo, Os Apaixonados, e a bateria Carcará  da Favela do Samba.

Após a realização da eliminatória no último sábado (4), que teve a participação de quatro propostas, na qual foi eliminada a proposta de Darlan Oliveira, Lucas Neto, Hakã Silva e Leozinho Nunes. Assim vão para a final deste sábado (11), as seguintes propostas: 1 - Josias Filho e Luzian Filho/ 2 - Renato Dionísio/ 3- Gilvan Mocidade, Ze Lopes, Alex Brasil e Marcelo Chalvinski.

Para o carnaval de 2018, a Favela do Samba promete pisar forte na Passarela do Anel Viário, com o enredo sobre a coluna Prestes no Maranhão, intitulado de “Visões da Coluna Prestes: Nas Trilhas do Sul do Maranhão, uma Coluna Vertebrada, com Ossos feitos de sonhos e esperanças”, baseado na obra do escritor Sálvio Dino.

Serviço
O quê? Grande Final do Concurso de Samba enredo da Favela
Quando? Sábado (11), a partir das 21h
Onde? Quadra da Favela, na Av dos Africanos, Sacavem
Atrações Musicais: Grupos de pagode Tô Legal, Blocos Tradicionais: Os Imbativeis, Os Brasinhas, Os Feras, Kambalacho do Ritmo, Os Apaixonados e a Bateria Carcará da Favela do Samba.
Entrada Livre

1ª FeliS destaca escritores maranhenses com lançamentos de livros


O público da 11ª Feira do Livro de São Luís (FeliS) vai ter a oportunidade de acompanhar o lançamento de 56 obras literárias, com destaque para 40 livros de escritores maranhenses. Os lançamentos vão acontecer no Cine Praia Grande, Centro de Criatividade Odylo Costa, filho. A FeliS acontece de 10 a 19 de novembro em diversos pontos do Centro Histórico da capital maranhense e é promovida pela Prefeitura de São Luís e Governo do Maranhão.

Entre as temáticas abordadas nas publicações, quatro falam sobre a vida e obra da patrona do evento, a escritora maranhense Maria Firmina dos Reis e sete outras são de literatura infantil. "A Casa do Escritor Maranhense é um dos espaços mais visitados dentro da Feira por conta do lançamento de livros. Para nós é imprescindível este apoio aos nossos escritores, que têm a oportunidade de lançar sua obra no maior evento literário de todo Maranhão", ressaltou o secretário municipal de cultura, Marlon Botão.

O secretário estadual de educação, Felipe Camarão, destacou o fomento à produção literária local. "A FeliS é um evento de grande importância literária, pois abre possibilidades para todos. Grandes escritores terão suas obras divulgadas e escritores independentes, que aproveitarão o espaço para o lançarem seus livros. Nesta edição, vários lançamentos estão previstos para ocorrer, o que estimula a produção literária em nosso estado e valoriza os nossos escritores", disse Camarão.

Nesta edição da Feira, a primeira romancista brasileira, a escritora maranhense Maria Firmina dos Reis, será homenageada com o lançamento dos livros 'Maria Firmina dos Reis: Uma missão de amor', de Dilercy Adler (11/11, às 19h), 'Maria Firmina em Cordel', de Raimunda Pinheiro de Souza Frazão (12/11, às 16h), 'Úrsula - 6º edição', organizado por Eduardo do A. Duarte (15/11, às 18h) e 'Cantos à Beira Mar / Gupeva', de Dilercy Adler e Osvaldo Gomes (15/11, às 19h).

INFANTIL
Sobre literatura infantil, o livro 'Histórias, Fortuna do Céu' é uma coletânea com 12 histórias escritas por autores mirins com idade de 8 a 12 anos, que será lançada na terça-feira (14), às 16h. Os pequenos autores fazem parte do Núcleo de Enriquecimento para Estudantes com Características de Altas Habilidades ou Superdotação (NEECAHS), localizado na Rua de Santana (Centro), ligado à Secretaria Municipal de Educação (Semed). As histórias abordam vários temas como bullying, tolerância, respeito, lendas, reciclagem, tecnologia, entre outros.

Ainda sobre livros para a criançada, há as obras 'A lenda da carruagem encantada de Ana Jansen', de Beto Nicácio (12/11, às 17h), 'Balaiada - A Guerra do Maranhão - 2ªed.', de Iramir Alves Araújo (12/11, às 20h), 'As aventuras de uma gotinha d'água / O gatinho que não sabia miar', de Natinho Costa Fênix (13/11, às 17h), 'João, o menino cantador (biografia)', de Andréa Oliveira (16/11, às 19h), 'Diário Mágico: Um segredo para contar', de Sharlene Serra (18/11, às 16h) e 'A Bruxinha Lelenzinha e as cores', de Anízia Nascimento (18/11, às 18h).

LANÇAMENTOS DE LIVROS - PROGRAMAÇÃO COMPLETA

SÁBADO (11)
Título: Eles não fogem a luta! As valentes mulheres do Maranhão (de Catarina Mina a Roseana Sarney)
Autor: Lúcia Castro
Horário: 16h

Título: Revivescência: A vida e a arte dos Paula Barros
Autor: João Carlos Pimentel Cantanhede
Horário: 17h

Título: Fragmentos de mármore
Autor: Jeanderson de Sousa Mafra e Jean Kley Mafra Cruz
Horário: 18h

Título: Maria Firmina dos Reis: uma missão de amor
Autor: Dilercy Adler
Horário: 19h

Título: Festa no céu e outros contos
Autor: Joseane Maia Santos Silva
Horário: 20h

DOMINGO (12)
Título: Maria Firmina em Cordel / Homenagem às mães em cordel
Autor: Raimunda Pinheiro de Souza Frazão
Horário: 16h

Título: A lenda da carruagem encantada de Ana Jansen
Autor: Beto Nicácio
Horário: 17hs

Título: O vale das Trutas
Autor: Sanatiel Pereira
Horário: 18h

Título: Politicotopia
Autor: Aleluia Leonardo de Melo
Horário: 19h

Título: Balaiada - A Guerra do Maranhão - 2ªed.
Autor: Iramir Alves Araújo
Horário: 20h

SEGUNDA-FEIRA (13)
Título: Coletivo de literatura de Cordel
Autor: Escritores Mirins do Instituto Manaain
Horário: 16h

Título: As aventuras de uma gotinha d'agua / O gatinho que não sabia miar
Autor: Natinho Costa Fênix
Horário: 17h

TERÇA-FEIRA (14)
Título: Ciranda de Saberes: Percursos cartográficos e práticos artesanais em Alcântara e na Baixada Maranhense
Autor: Raquel Gomes Noronha; Andréa Costa; Gisele Saraiva; Marcio Guimarães; Raiama Portela
Horário: 15h

Título: Coletânea: histórias Fortuna do Céu
Autor: NEECAHS/SEMED - Escritores mirins
Horário: 16h

Título: Sou Benedito/Conto do dia/ Buba/ O mercenário
Autor: Diego Pires Araújo
Horário: 17h

Título: Abelhas Assassinas
Autor: Nygel Filho
Horário: 18h

Título: Coletânea de Crônicas "Escritores Maranhenses": 1955-1965
Autor: Josué Montello - CCJM
Horário: 19h

QUARTA-FEIRA (15)
Título: Esplêndido, o guará que não conseguia ficar vermelho
Autor: Claudio Lima
Horário: 16h

Título: Mata Roma: O Tântalo de Chapadinha (Biografia) com apêndice: visão histórica da literatura Chapadinhense
Autor: Herbert Lago Castelo Branco
Horário: 17h

Título: Úrsula - 6º edição
Autor: Eduardo do A. Duarte (org.)
Horário: 18h

Título: Cantos à Beira Mar / Gupeva
Autor: Dilercy Adler e Osvaldo Gomes
Horário: 19h

Título: Quando a Brisa do dia sopra
Autor: Olga Colvara Gomes de Sousa / Pseudônimo: Jani Munn
Horário: 20h

QUINTA-FEIRA (16)
Título: Lili Ifrit e o mundo dos humanos
Autor: Jaqueline da Costa Dutra de Morais
Horário: 16h

Título: Cenas escondidas de um trabalho árduo
Autor: Maria Goreth Cantanhede
Horário: 17h

Título: Palavras de um pequeno poeta Cordel
Autor: Renato Lucas Pereira Gomes
Horário: 18h

Título: João, o menino cantador (biografia)
Autor: Andréa Oliveira
Horário: 19h

SEXTA-FEIRA (17)
Título: Receitas da Vovó Lourdes - 3ª edição
Autor: Maria de Lourdes
Horário: 16h

Título: Um olhar inclusivo sobre o ensino das ciências e de matemática
Autor: Fabio Henrique Silva Sales e Regiana Sousa Silva
Horário: 17hs
Entidade: Academia Maranhense de Letras - AML / Lançamento das reedições 2017
Horário: 18h

Autor - Título:
Antonio Lopes - Os novos atenienses
Artur C. Moreira - Gomes de Castro, Benedito Leite e Urbano Santos
Domingos Vieira Filho - Breve história das ruas e praças de São Luís
Hastimphilo de Moura - Da primeira à segunda República
João Mohana - Maria da tempestade
Josué Montello - Cais a sagração
Nauro Machado - Erasmo dias e noites
Raimundo Lopes - O torrão maranhense
Reis Perdigão - Revolução de 1930 no MA

Título: São Luís em palavras
Autor: Celso Borges
Horário: 19h

Título: Uma charge do Brasil
Autor: Francisco das Chagas
Horário: 20h

SÁBADO (18)
Título: Diário Mágico: um segredo para contar
Autor: Sharlene Serra
Horário: 16h
Entidade: Academia Maranhense de Letras - AML / Lançamento das novas edições 2017
Horário: 17h

Autor - Título:
Adelman Correia - Meus dias na cadeia
Alex Brasil - Sangue Azul
Bandeira Tribuzi - 10 estudos
Cícero Monteiro de Sousa - O Newton do Brasil
Ivan Sarney - Congresso das garças
José Ewerton - O entrevistador de lendas
Laura Rosa - Poesia reunida
Lino Moreira - Casa, crônicas e outras memórias
Lourival Serejo - Casa Blanca
Ronaldo Costa Fernandes - A literatura na cidade
Waldemiro Viana - Maria Celeste da terra e do mar

Título: A Bruxinha Lelenzinha e as cores
Autor: Anízia Nascimento
Horário: 18h

Título: Contramaré
Autor: Samara Volpony
Horário: 19h

Título: Maranhão 666
Autor: Ramusyo Brasil
Horário: 20h

DOMINGO (19)
Título: Música para afogamentos
Autor: Arnaldo Vieira
Horário: 16h

Título: Alto de Pinho e Anil - Parceiros inesperáveis e o segredo da família Gonzaga
Autor: Jorge Fernandes
Horário: 17h