sexta-feira, 26 de junho de 2015

Diversidade de Ritmos no Terreiro de Maria


Programação do Arraial da Praça Maria Aragão garante programação diversificada até segunda (29)Os últimos dias de programação do arraial da Praça Maria Aragão, que será encerrado na segunda-feira (29), contam com diversas atrações culturais e folclóricas que vão agradar a todos os públicos. Além da boa programação, quem for ao arraial também poderá apreciar pratos com comidas típicas e desfrutar de uma mega estrutura de som, palco, iluminação, barracas, segurança e decoração que dá colorido e beleza ao "São João de Todos" e garante conforto e segurança aos integrantes das brincadeiras e aos visitantes.
A festa de magia e alegria, organizada pela Prefeitura de Sâo Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), em parceria com o governo do Estado, vai levar para o palco do arraial da Praça Maria Aragão bumba meu boi, cacuriá, shows e o espetáculo teatral Desejo de Catirina.
A programação de sábado (27) será aberta pelo Cacuriá Mirim Rabo de Saia, que começa a partir das 18h. Ao longo da noite se apresentarão ainda, nesta ordem, Quadrilha Fogo Caipira, bumba meu boi Fé em Deus, show do grupo Lamparina, baile de Caixa e os bumba bois Brilho da Ilha, Pindoba e Meu Tamarineiro. Cada apresentação dura uma hora.
Quem for à praça no domingo (28) pode curtir a dança do Coco Pirinã, show Folias de São João - Tutuca, Companhia Barrica e, fechando a noite, as apresentações dos bois Nina Rodrigues, Apolônio, Brilho da Boa Hora e de São José dos Índios.
Na segunda-feira (29), último dia do arraial, o espetáculo teatral Desejo de Catirina Gamar abre a programação às 18h. Em seguida, o público poderá assistir ainda às apresentações do bumba meu boi tradicional de São Bento, show folia de São João com o "Grupo Folias de Três", cacuriá de Dona Teté, bumba meu boi Santa Fé, show de Pepê Júnior e o batalhão do boi de Maracanã.
ENCONTRO DE DANÇAS PORTUGUESAS
No domingo (29), uma boa opção para quem aprecia dança Portuguesa é a décima sexta edição do Encontro de Danças Portuguesas e Manifestações Culturais do Maranhão, realizada pela União Folclórica e Cultural Luso-brasileira do Maranhão. Mais de 60 grupos de danças culturais devem se reunir na Praça de São Roque, no bairro do Lira, com início às 19h e previsão de término às 10h do dia seguinte.
O objetivo do encontro é promover o intercâmbio cultural entre as manifestações folclóricas existentes no Maranhão. "No primeiro ano do evento, começamos com a participação de seis danças. Ano passado, tivemos a participação de 60 grupos que vêm de vários lugares do estado para se confraternizar e também como forma de se aprimorar e desenvolver melhor o trabalho para esse segmento cultural",destacou o presidente da União Luso-Brasileira do Maranhão, Zeca da Cultura.
Participam do evento diversos grupos de danças culturais, como dança portuguesa, dança do boiadeiro, cacuriá, quadrilha, dança de rua e grupos de bumba meu boi da capital e de outras cidades, como São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Rosário, Raposa, Vargem Grande e Itapecuru.
Cada grupo recebe uma placa e certificado de participação, além de contar com suporte de alojamento, camisas e alimentação. A Func vai garantir todo suporte de infraestrutura de palco, sonorização e banheiros químicos.

Fonte: FUNC

É São João em São Luís



Esta sexta-feira os arraiais pegam fogo em vários espaços da cidade. Tem atrações para todos os gostos. Cultura, cores, folclore, diversidade, dança,  luxo e beleza. Tudo isso aliado ao cheirinho das comidas típicas nordestinas fazem das festas juninas um atrativo para quem quer sair da rotina. Quer dar uma volta? São mais de 30 espaços na cidade.  Confira alguns espaços. 

Programação
IPEM
Dança Portuguesa A Arte e Beleza de Portugal do Codozinho
Show de Betto Pereira
Boi de Nina Rodrigues (O)
Boi Oriente (B)
Boi de Sonhos (O)
Boi da Pindoba (M)

Praça Nauro Machado
Dança Cigana da Vila Cafeteira
Boi Sempre Seremos Unidos (Z)
Quadrilha Princesa do Sertão do João de Deus
Boi Brilho da Noite do Sítio do Pica Pau Amarelo (B)
Boizinho Barrica (A)
Boi Brilho das Nações (O)

Praça Maria Aragão
Dança Cigana de Henrique Lobão
BMB Famosão de Humberto de Campos  (M)
Show Festejos no Arraial Alexandra Nicolas
BMB Mimoso de São Bento  (O)
Boi Pirilampo (A)
BMB de Maracanã   (M)
BMB de Nina Rodrigues (O)

Barracão do Forró
20h00  Trio Mulundus
22h00  Forró Xeleleu

Casa do Maranhão
Tambor de Crioula de Ademar Cunha
Boi Mocidade Axixaense (O)
Cacuriá Menina Sapeca
Boi Prenda de São João (B)
Show de Oberdan Oliveira
Boi de Iguaíba (M)

Ceprama
Tambor de Crioula de Cândido Coelho
Show de Flávia Bittencourt
Boi de Morros (O)
Boi de Iguaíba (M)
Boi de Apolônio (B)
Boi de São Simão (O)

Arraial da Cidade – Cohama
Dança Portuguesa Nobres de Portugal
Baile de Caixa
Cacuriá Menina Sapeca
Quadrilha Belém
Boi de São Simão
Show Filhinho de Papai
Boi da Alemanha
Boi Brilho da Juventude

Boi de Morros

Fotos: Divulgação/FUNC

É dia de groove!





Uma noite de muito groove com uma turma que está fazendo acontecer em vários espaços com suas produções autorais.  Avião Baleia (foto), Memel Nogueira e Hermes Castro vão ocupar o Bar Contraponto, na Praia Grande, com  a Sexta Groove, a partir das 21h. O show custa R$5,00 e os 50 primeiros pagantes ainda concorrem a uma tatoo de R$ 200,00.
A iniciativa é da banda Avião Baleia, que já realiza a terceira edição sempre com artistas diferentes. A Avião é uma banda de pop experimental composta por Mayron Lima (voz/guitarra), Ronaldo Lisboa (bateria/backing vocals), Eduardo Monteiro (baixo/backing vocals), e Felipe Lisboa (guitarra) e que tem influências do Indie Rock, Brega, Psicodelia, Funk, Ritmos Brasileiros, e claro, o puro rock.
A banda  é recente, com apenas 1 ano de atividades e está às voltas com o primeiro trabalho, o EP Devaneios sem Fim, que está em fase de prensagem. “Estamos trabalhando as seis faixas do disco, e nesse show faremos uma mostra do nosso trabalho, mas também duas homenagens a Jorge Ben Jor e Di Melo, que são artistas que a gente gosta cantando músicas deles com a nossa versão”, aponta Mayron Lima, compositor da banda. 
Quem abre o show é Memel Nogueira, multi-instrumentista que lançou recentemente o primeiro trabalho solo, o EP Um Pouco Mais Azul, mesclando as várias influências do músico, que passeiam tanto pelo rock, quanto pelo blues e jazz em quatro faixas.  Nascido em Maceió (AL) e radicado em São Luís (MA), onde vive desde os seis anos de idade, o guitarrista, compositor e produtor musical Memel Nogueira, começou sua jornada na música ainda criança, em recitais e eventos escolares. Hoje, atuando profissionalmente, já produziu diversos artistas do cenário local e nacional, dentre eles: Phill Veras, Israel Costa, Marcos Lamy, Nathalia Ferro, Pedeginja, Megazines, dentre outros.
Outro alagoano, o cantor e compositor Hermes Castro, é quem fecha a programação. Remanescente da banda NovaBossa (com Marcos Lamy, André Queiroz, e Phill Veras) a banda ganhou destaque na cena autoral ludovicense, conquistou um grande público e chegou a abrir shows de artistas renomados nacionalmente, como Marcelo Camelo e Monbojó.
Após o termino do grupo, Hermes entrou em estúdio para gravar um EP com três faixas, que foi lançado pelo site Musicoteca e em seguida entrou em estúdio para gravar o primeiro CD, Serenô.

Serviço
O quê? Sexta Groove
Quando? Hoje (26), às 21h
Onde? Bar Contraponto (Praia Grande)
Quanto? R5,00


terça-feira, 23 de junho de 2015

Finalmente! Luau do Nando Reis em São Luis


Um dos ícones da música brasileira, Nando Reis voltará a São Luís com seu “Luau” especial no dia 15 de agosto, na Casa dos Smiths, às 21h. O ex-Titã vem acompanhado d’Os Infernais, banda que o apoia na carreira solo, e fará um show emocionante com novos e antigos sucessos dos mais de 30 anos de carreira como cantor e compositor. Hits como “All Star”, “Relicário”, “O segundo sol”, “Por onde andei”, “Do seu lado”, “Para você guardei o amor”, “Sutilmente” e de “Janeiro a janeiro” estão garantidos na apresentação. 

Para abertura do evento, o cantor Pandha S/A, com sua mistura envolvente e DJ Glaydson Botelho relembrando grandes sucessos dos anos 80, 90 e 2000.

O “Luau do Nando” terá sua área limitada, a produção (leia-se 4 Mãos), adianta que o cantor se apresentará em um palco baixo central que será 360º. Ao todo, serão duas áreas destinadas aos convidados, sendo uma o Lounge frente mar e a outra, Front Vip, todos com acesso ao palco, em um ambiente bastante intimista, com iluminação cênica.

Os ingressos estão à venda nas Lojas da Claro (São Luís, Ilha e Rio Anil Shopping, Renascença – Planta Tower e Rua Grande) e Bilheteria Digital (Shopping da Ilha e Rio Poty Hotel).

O Lounge frente mar custa R$ 100, com direito a open food de Buffet havaiano (frutas, queijos, frios, salgados, pães, pastas, petiscos e doces), visão infinita de frente para o mar, acesso a frente do palco, atendimento bar Premium e banheiros privativos. Já o Front Vip, com acesso a frente do palco, decoração intimista, bares e banheiros privativos e acesso a área Chill Out, custa R$ 60. Todos os espaços parcelam em até 02 vezes sem juros.

SERVIÇO

O QUÊ: Luau do Nando Reis

ONDE: Casa dos Smiths (Calhau)

QUANDO: 15 de agosto, 21h.

ATRAÇÕES: Nando Reis, Pandha S/A e Glaydson Botelho.


INFORMAÇÕES: (98) 3016 -6663

REALIZAÇÃO: 4 Mãos Entretenimento 

Chicabana gravará DVD em São Luís


Com oito anos de carreira, a Chicabana registra hoje, consideravelmente uma legião de fãs em todo o Brasil, o grupo que foi criado em Serrinha, interior da Bahia, em 2007, tem uma grande aceitação no mercado do show business do País, chegando a fazer mais de 20 shows em um mês. Em São Luís, o grupo registra a maior concentração de fãs, devido a isso, resolveu homenagear seus seguidores maranhenses, com a gravação do seu próximo DVD, dia 04 de julho, no Rio Poty Hotel.
 O evento começará no final da tarde, piscina liberada para todos, traje praia e em clima de pool party, fãs não apenas do Maranhão, mas do Brasil inteiro, prometem marcar presença.
A Chicabana é formada por Kiko (vocal), Alex (bateria), André (baixo), Danilo (teclados), Rodrigo e os irmãos Fábio e Fabrício (percussão) e Jair (guitarra).
 Os ingressos estão à venda na Bilheteria Digital (Shopping da Ilha e Rio Poty Hotel), Lojas da Marcelo Surf (João Paulo, Cidade Operária e São Cristóvão), Lojas da Nação Rubro Negra (Cohab e Shopping da Ilha), Lojas da Claro (São Luís, Ilha e Rio Anil Shopping, Renascença – Planta Tower e Rua Grande).
 O Espaço Deck custa R$ 60 e casadinha R$ 100, ele terá acesso à frente do palco. Espaço Gold - R$ 250 (tem direito ao open de Cerveja Itaipava Premium, Buffet de Salgados, mesmo piso do palco, estrutura alta no fundo, lateral e terraço, bares e banheiros exclusivos). Já os Bangalôs, custam R$ 1.500, cada. (Cada um tem direito a 06 entradas e R$ 500 de consumação).

| NOVOS SINGLES |

O hit “O amor da sua vida”, composição do cantor Kiko, fala de uma pessoa que precisa de outra chance, pois o amor que sente, não tem como esconder. Outra canção do grupo que vem fazendo o maior sucesso é o hit “Tô Nem Aí”, que conta com a participação do cantor Wesley Safadão. A música é uma das mais baixadas no portal Sua música.

                   

CORES E FORMAS DO SERTÃO MARANHENSE

“CORES E FORMAS DO SERTÃO MARANHENSE” é a exposição que a fotógrafa Ana Rosa Marques abrirá na Galeria Trapiche no próximo dia 25 de junho, quinta-feira, às 19 horas, com produção artística de Claudionor Machado e apoio da Universidade Estadual do Maranhão - UEMA e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão – FAPEMA.

A exposição traz paisagens da região da Chapada das Mesas, em especial do município de Carolina e do Parque Nacional, apresentando o cotidiano, a memória dos lugares, as formas de fazer as habitações, a beleza das águas e da biodiversidade do cerrado do sul maranhense. “Continuamos abrindo espaço para que a atual produção das artes visuais do Maranhão possa estar disponível para o público maranhense e para os turistas que visitam São Luís”, diz Paulo Melo Sousa, diretor da Galeria Trapiche Santo Ângelo.

Cortejo de bois para homenagear São João



Com objetivo de saudar o glorioso São João, padroeiro da temporada junina em todo o Estado, a partir das 19hs de hoje(24), no Arraial da Cidade, na Cohama, acontecerá o tradicional cortejo de São João. Na oportunidade, 30 grupos de bumba meu boi, de todos os sotaques, além de outras brincadeiras típicas do período estarão rendendo homenagens ao santo.
A expectativa é que hoje seja um dos dias mais movimentado no arraial, que vem sendo considerado o melhor da temporada junina. Farão parte do cortejo, entre outras brincadeiras, os batalhões do Maracanã, Maioba, Pindoba e Iguaíba.
O cortejo em homenagem a Santo João é realizado há mais de uma década pelo vereador Astro de Ogum. “Sou devoto de São João assim como de Santo Antônio. Não tenho dúvida que quem vier acompanhar a programação,  sairá encantado com a diversidade de brincadeiras em um único dia”, finalizou o idealizador do arraial, o vereador Astro de Ogum.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Prefeitura abre programação junina na Praça Maria Aragão nesta sexta-feira (12)


São João de todos começa nesta sexta-feira (12) no Terreiro de Maria, na Praça Maria Aragão A abertura oficial dos festejos juninos na capital será realizada nesta sexta-feira (12), às 19h, na Praça Maria Aragão, onde foi montado o "Terreiro de Maria". A abertura consolida o "São João de Todos", mais uma parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Maranhão para proporcionar uma grande festa junina aos brincantes.


A abertura oficial da programação junina na capital terá início com o levantamento do mastro em homenagem aos santos juninos, cortejo das caixeiras do divino, além de apresentações de grupos e atrações artísticas ao longo da noite. De sexta-feira (12) até 29 de junho, o "Terreiro de Maria" abrirá espaço para grandes atrações artísticas e grupos folclóricos tradicionais.

.

PROGRAMAÇÃO
Na primeira noite de festa no "Terreiro de Maria", após o levantamento do mastro, que acontece às 19h, o show do Grupo Divinas Folioas abre as atrações artísticas no palco da Praça Maria Aragão. Em seguida, será a vez do boi União da Baixada do Monte Castelo e do boi de orquestra Encanto da Ilha.

A programação segue com a participação da banda Mákina Du Tempo, às 22h, que vai apresentar o show "São João de Todos", com repertório de músicas folclóricas e toadas conhecidas dos maranhenses. Logo após, entra o Boi de Orquestra de Upaon Açu.

Fechando a primeira noite da programação na Maria Aragão, o Boi da Maioba promete levar um batalhão de brincantes com suas matracas para marcar o início da temporada junina em São Luís.

No sábado (13), dia de Santo Antônio, o "Terreiro de Maria" abrirá espaço para o Tambor de Crioula Arte Nossa - Mirim, para alegrar a criançada presente ao local, às 18h. Em seguida, às 19h, toda a animação da Quadrilha Asa Branca, que invadirá o palco da Maria Aragão com suas indumentárias coloridas e suas performances sertanejas. Ainda na noite de Santo Antônio, fazem a festa na Maria Aragão o bumba meu boi Encanto do Olho d´Água, às 21h; seguindo com show de Papete, às 22h. Para fechar a noite, apresentam-se os bumba bois de Sonhos, às 23h; e de Maracanã, à meia-noite
.
O final de semana junino na Maria Aragão prossegue no domingo (14), com o Teatro Casemiro Coco e o Auto do bumba meu boi, às 18h. Em seguida, a dança portuguesa Tradição de Portugal da Liberdade entra no Terreiro de Maria, às 19h. Os bumba bois de Leonardo e Nina Rodrigues sobem ao palco às 20h e 21h, respectivamente. Ainda no domingo junino do "Terreiro de Maria", apresentam-se a Companhia Barrica, às 22h; e o Grupo Piaçaba, às 23h. À meia-noite, o batalhão do Boi de Ribamar invade o terreiro com o som contagiante de suas matracas.

Rock Metrô está de volta

Uma excelente notícia para todos os amantes do Brock dos anos  80´s, uma década marcada por mudanças e pelo surgimento de várias bandas em todo Brasil que marcaram nosso cenário musical. Um momento histórico propício a rupturas e recomeços, transformou o rock brasileiro em um fenômeno de massa até entao inédito no país.

Foi neste cenário que surgiu uma das bandas de maior sucesso da década de 80’s, o Metrô, formada na cidade de São Paulo, SP em 1984 por Virginie, Alec Haiat,Yann Lao, Zavie Leblanc, Dany Roland 

O Metrô alcançou as paradas de sucesso com os hits 
“Beat Acelerado”, “Olhar”, " Johnny Love ", “Tudo Pode Mudar” e, “Ti Ti Ti”, esta, tema de abertura de novela global.

O METRÔ está de volta aos palcos com sua formação original, o que é notícia admirável para os seus fãs.

O diretor de TV Paulo Lucas, sócio presidente da produtora MPB FILMES responsável pelo retorno, assinou contrato com a banda e já prepara a produção do CD e DVD,  além da produção de grande turnê nacional e internacional.                                                              

O retorno do Metrô, será em grande e magistral performance, no palco principal da Virada Cultural Paulista.  
Uma excelente oportunidade para relembrar, ou os mais jovens, conhecerem essa banda tão emblemática







      Fonte: Natali Medeiros
 

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Mestre Apolônio foi cantar no céu



“É uma coisa que eu penso que eu alcancei. O bem viver”
 (depoimento de Mestre Apolônio extraído do documentário Brincando na Floresta)



Íntegro, humilde, companheiro, alegre, de bem com a vida. São essas características que vão ficar para sempre na memória de quem conheceu Apolônio Melônio, o Mestre Apolônio do Boi da Floresta. Um dos ícones da cultura popular maranhense e que por quase 9 décadas se dedicou ao bumba-meu-boi, uma das manifestações folclóricas mais singulares do estado, mestre e fundador do Boi da Floresta, seu Apolônio faleceu na noite de terça-feira, 2, deixando um legado incomensurável na cultura maranhense. Total dedicação e paixão pela brincadeira o levaram a ganhar o título de mestre pelo Ministério da Cultura e receber em 2011, na cidade de Recife (PE) a medalha de Ordem do Mérito Cultural, a maior honraria do governo federal concedida aos artistas brasileiros.
No dia 31 de março ele se acidentou em casa e teve que submeter a uma cirurgia do fêmur direito. Desde então ele estava se recuperando normalmente quando pegou uma infecção e teve que ser internado. Seu estado era grave e ele respirava com ajuda de aparelhos de ventilação mecânica. Por último, às 21h ele faleceu de complicações causadas por infecção renal.
Durante toda a manhã o corpo do Mestre foi velado por familiares, amigos, brincantes do Boi, representantes de grupos da cultura popular e de produtores culturais ao som do tambor de crioula. O clima de comoção era muito grande, mas o mestre foi enterrado em uma espécie de celebração por tudo que ele fez em vida. O enterro foi no Cemitério do Gavião.   
Natural do povoado Canarana, no município de São João Batista, Apolônio Melônio tinha 96 anos, era casado com a produtora cultural Nadir Olga Cruz, com quem teve duas filhas em 36 anos de casamento. No total ele teve 16 filhos, sendo que cinco estão vivos. Mesmo com  a saúde fragilizada e a idade avançada, Mestre Apolônio nunca deixou de acompanhar o boi. No primeiro ensaio do boi nesta temporada de 2015 ele pediu licença a São João, com quem tinha compromisso,  por não poder estar presente ao ensaio   
“O ensaio do boi da Floresta acontece sob o comando dos seus componentes, com a consciência do ‘fazer bem feito’ o que sabemos fazer de melhor. Eu, como vassalo de um rei, meu compromisso ultrapassa a barreira da amizade, gratidão. Estaremos em parceria até onde nos for permitido. Porque só sabemos se somos amados quando nos resta somente o ‘significado’ da altivez que um dia demonstramos e mesmo assim temos alguém que nos quer...e nos cuida com carinho”, disse o Mestre Apolônio a Nadir Cruz na época.

“Ele tinha medo”
Seu Apolônio pedia para Nadir não sair de perto dele. Enquanto estava lúcido mostrava força e fragilidade ao mesmo tempo. “Ele tinha medo. Fizemos uma verdadeira peregrinação nos hospitais, mas ele sempre foi forte. No Carlos Macieira ele já não conseguiu ficar sem os tubos e daí em diante não conseguiu mais”, lamenta Nadir, sem conseguir segurar a emoção.
O velório aconteceu na casa de Apolônio, que ele transformou na sede do Boi. Segundo Nadir, foi consenso entre todos do Boi que o Barracão não ficasse marcado pela tristeza. “Aqui é lugar só de alegria. Era onde ele recebia todos, onde brincava. Era sério, compromissado quanto tinha que ser, mas era menino quando precisava ser. E nós decidimos manter a alegria aqui”, conta Nadir.
Apolônio Melônio era um dos mais antigos cantadores de bumba meu boi do Maranhão. Com 96 anos de idade e quase 90 de cultura popular, ele contava que começou a “mandar boi”, aos 8 anos, e a cada dia aprendia Foi tocado pelo bumba-meu-boi na infância vendo os mais velhos brincarem boi em São João Batista, na Baixada maranhense, e decidiu que era isso que queria fazer, cantar para São João em grupo de boi. Logo se tornou mestre por atrevimento próprio e chegando à São Luís para trabalhar, trouxe consigo sua arte, apresentou à ilha este sotaque novo e personagens como o Cazumba. Apolônio virou além de cantador, dono de boi. E como ele diz “Mestre eu me atrevi desde cedo, se é defeito, começou cedo.”
 
O Boi da Floresta
Já em São Luís, em 1946, Apolônio Melônio fundou o Boi de Viana, no qual permaneceu até 1959. No ano seguinte, com os companheiros Coxinho, Cobrinha, Lucílio e Domingos Melônio, criou o Boi de Pindaré, que deu origem a alguns dos mais importantes grupos de sotaque da Baixada. Em 1972 largou o Pindaré e fundou a Sociedade Junina Turma de São João Batista (homenageando a cidade que nasceu) com o apoio do irmão Antônio Melônio. O nome de fantasia do boi ficou sendo Bumba-meu-boi da Floresta (lugarejo da Liberdade) e que agora é conhecido como Boi da Floresta de Apolônio Melônio.
Na década de 80, criou o Tambor de Crioula Prazer de São Benedito. Os dois grupos já se apresentaram em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Maceió, Teresina e no Festival Mundial de Teatro de marionetes, em Chalerville-Mezières, na França.
Mesmo com o falecimento do Mestre, as atividades do boi vão continuar. No barracão os trabalhos irão prossegui na semana que vem para dar conta dos compromissos das festividades juninas. “Ele é o mestre e nós continuaremos trabalhando com prazer e satisfação no que ele gostava de fazer e fazia bem feito”, afirma Nadir Cruz.

Fotos: Giselle Bossard

Prefeitura e Conselho Municipal de Cultura realizam VII Fórum de Cultura

Com o objetivo de promover o diálogo aberto com os segmentos culturais para a preparação da V Conferência Municipal de Cultura, o Conselho Municipal de Cultura (Comcult) e a Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func) realizam, na próxima terça-feira (9), das 8h às 17h, no Hotel Abbeville, o VII Fórum Municipal de Cultura. O evento é aberto para a comunidade em geral.

Durante o encontro, pela manhã, serão apresentadas as ações do Conselho realizadas em 2014 e 2015, com destaque para a implantação do Sistema Municipal de Cultura, o processo de aprovação do Plano Municipal de Cultura e para as leis de incentivo à cultura, bem como um relatório independente sobre a realização do carnaval de São Luís deste ano.

No período da tarde, acontecerá a assembleia eleitoral para a escolha dos delegados do município de São Luís que participarão do Fórum Estadual de Cultura. "O Fórum é o espaço de articulação e discussão referente às políticas públicas de cultura legítimo da sociedade civil. Por isso, é importante a participação da comunidade em geral no evento", afirmou Elizandra Rocha, vice-presidente do Conselho.

"É a partir destas reuniões e fóruns que o conselho, enquanto representação dos segmentos culturais e da comunidade em geral, pode esclarecer sobre os instrumentos legais na melhoria das políticas públicas para o setor da cultura no Município. O momento, além de prestação de contas das atividades do conselho, será também de organização para a Conferência Municipal de Cultura que deverá acontecer no segundo semestre", explicou Cláudia Matos, presidente do Comcult.

SOBRE O CONSELHO
O Conselho Municipal de Cultura foi eleito em 2013, com representantes da sociedade civil e do poder público. Em 2014, as ações do conselho ficaram concentradas na discussão e estruturação das leis de criação do Sistema Municipal de Cultura e do Plano Municipal de Cultura, na reformulação das leis de incentivo à cultura (lei de financiamento e lei do fundo), acompanhamento do edital do São João 2014 e do projeto da Feira do Livro de São Luís.

Com ação propositiva, opinativa, fiscalizadora e consultiva das ações pertinentes à às políticas culturais do Município, este ano o Conselho promoverá um diálogo mais constante com o segmento cultural, com o intuito de melhor divulgar e informar as melhorias alcançadas dentro do setor da cultura.

Música erudita em festival



A IV edição do Festival de Música Barroca de Alcântara está confirmada para acontecer de 16 a 22 de julho, nos municípios de Alcântara, Rosário, Bacabeira e São Luís. Uma vasta programação foi organizada pela produtora Equinox do Brasil, incluindo grupos locais, nacionais e internacionais.  Este ano, além de concertos, foram inclusas ações pedagógicas, sociais e uma conferência sobre integração social e música erudita, no Auditório do Tribunal de Justiça do Maranhão (Praça Dom Pedro II).

O evento terá início às 16h30, em Bacabeira, com ação pedagógica apresentada pelo grupo Bumba Ópera, seguida de cortejo até a Igreja Imaculada Conceição. Depois,  alunos da Escola de Música de Bacabeira apresentarão o primeiro concerto. À noite, será a vez do concerto do grupo Zarabanda, às 19h, na Igreja Imaculada Conceição, seguido de outro com Bumba Ópera, na mesma igreja. No dia seguinte, a programação acontecerá em Rosário, começando com ação pedagógica. Na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, será apresentado concerto com o Grupo Ars Longa (foto), Cuba e a programação será encerrada com o Bumba Ópera (foto abaixo).



 Nos días 18 e 19, o festival seguirá para Alcântara, onde haverá ações pedagógicas no Museu Histórico da cidade, sob o comando dos grupos Ars Longa e Paraguay Barroco (Paraguai). Na Igreja do Carmo, às 19h, acontecerá a solenidade de abertura, seguida dos concertos com Ars Longa e Paraguay Barroco. No dia 19, haverá ação pedagógica com Bumba Ópera e, à noite, concerto do Conjunto de Música Antiga da Universidade Federal Fluminense (UFF), encerrando com Bumba Ópera.

Divino - No dia 20 e 21, a programação será realizada em São Luís, começando com um cortejo até a Igreja da Sé com representantes da Festa do Divino Espírito Santo, às 18h. Depois, às 19h, haverá o concerto do Conjunto de Música Antiga da UFF, na Igreja da Sé, seguido do conjunto Ars Longa. No dia 21, às 15h, será realizada Conferência  com o tema “Integração Social e Música Erudita: Experiências Pedagógicas e Modelos na América Latina (Venezuela, Paraguai, Cuba e Brasil)”, no Auditório do Tribunal de Justiça do Maranhão, com debate e a participação de magistrados, prefeitos e educadores.

Show de samba agita a programação de aniversário do Cine Teatro da Cidade

Comemorando três anos de funcionamento, o palco do Cine Teatro da Cidade, equipamento cultural da Prefeitura de São Luís, recebe, nesta sexta-feira (05), às 19h, o cantor e compositor Heriverto Nunes, apresentando o show "H'eira de Mina", com repertório autoral de canções que dialogam com o imaginário da religiosidade afrobrasileira e maranhense, entre encantados, orixás e caboclos.

O diretor do Cine Teatro da Cidade, André Lobão, destacou o objetivo da programação. "A programação de aniversário do Cine Teatro, celebrado no dia 07 de junho, tem o objetivo não somente de comemorar os três anos de existência do espaço, mas também legitimar o teatro enquanto equipamento cultural do Município, junto ao segmento das artes cênicas, música e dança. Toda a programação conta com a parceria de grupos culturais e artistas convidados", ressaltou.

Sambista com pé nos terreiros do Maranhão, Heriverto Nunes tem formação em Artes Cênicas e insere em suas apresentações a potência dos elementos cênicos e da performance. O show é uma retomada do cantor aos palcos, após passar por problema de saúde, uma forma de agradecer a Deus, aos orixás, seus santos de devoção, São Jorge, Nossa Senhora, além de celebrar a vida.

"Cada show é sempre a superação do medo, do desafio. Em cada espetáculo eu procuro colocar a minha verdade, com espontaneidade e alegria e espero que o público possa celebrar essa energia comigo e com os artistas convidados", disse Heriverto.

O show terá a participação dos amigos e cantores Lúcia Gato, Célia Sampaio, Tássia Campos, Camila Boueri, Alberto Júnior, Andréa Frazão, Milla Camões, Maria Vitória. A entrada é gratuita.

A programação de aniversário do Cine Teatro da Cidade tem a parceria do projeto Conexão Dança, grupo GAMAR, SESC e Secretaria Municipal de Educação (Semed).

CINE TEATRO DA CIDADE
O Cine Teatro da Cidade ocupa hoje o antigo Cinema das Estrelas, posteriormente conhecido como Cine Roxy. Construído em 1939, o equipamento cultural está localizado na esquina da Rua do Egito com o Beco da Sé. O prédio possui características de ArtDecó, com estrutura de traços retos que pode ser observada em uma pequena torre, sobre qual estava o letreiro luminoso com o nome do cinema.

Em 18 de Janeiro de 2012, foi sancionada a lei de n° 5.604, que cria, na estrutura administrativa da Fundação Municipal de Cultura (FUNC), o Teatro da Cidade de São Luís.
Administrado pela Fundação Municipal de Cultura (Func), o Cine Teatro recebeu nova direção no mês de fevereiro, momento em que foi apresentada para comunidade a nova identidade visual da casa, além de projetos de ocupação do espaço, com diálogo participativo da comunidade artística e cultural da cidade, fortalecendo a memória do equipamento cultural que já foi um dos mais importantes cinemas de São Luís, o "Cinema das Estrelas".

Atualmente, o Teatro da Cidade de São Luís recebe espetáculos de dança, teatro, música, circo e eventos institucionais, além de mostras de festivais de cinema e audiovisual. Em 07 de junho de 2015, o Teatro da Cidade completará três anos de atividades desde sua restauração.