sexta-feira, 18 de abril de 2014

Ele vai voltar

Um espetáculo cênico com dança e teatro que, momento mais que oportuno, remetem às reflexões sobre o que o ser humano está fazendo nesse mundo. Um território de desastres, conflitos, tragédias, catástrofes. Em que mundo estamos vivendo? E quando Jesus voltar? Esses e outros questionamentos aliados à beleza da dança e das encenações estão no espetáculo Ele Vai Voltar!, em cartaz até o dia 20 (domingo),  no Teatro da Cidade de São Luís (antigo Cine Roxy), com sessões diárias às 18h e 20h.

O texto é do escritor José Raimundo Gonçalves e aborda de forma bem contextualizada a paixão de Cristo entrelaçando tradição e contemporaneidade. Em 40 minutos de encenação a plateia se envolve com o texto. Atores, dançarinos e público envoltos em reflexões e no clima da ascensão de Jesus Cristo.

“A peça é um instrumento de fortalecimento da fé. Trata-se do momento da ascensão de Cristo. É dizer que Páscoa é vida. Esse espetáculo tem uma contextualização com a realidade, com os problemas sociais. É onde Jesus Cristo interage com público no intuito de determinar de que forma Ele deve voltar. De que forma Ele vem em meio a toda essa gama de catástrofes e mazelas. Mas também de dizer que Ele está dentro de nós e que nós não percebemos”, afirma o ator e diretor do espetáculo, Josimael Caldas, que atua como Jesus.

Dividem a cena com Josimael Caldas os atores e dançarinos, Bruno Oliveira, Gabriel Marlen, Jéssica Adelany, João Olicar, Rita Caldas e Sábita Lopes. A produção e coreografia tem a assinatura de Elton Ricardo Lima e a iluminação é de Jadsuel Monteiro.

A coreografia entra como elemento corporal e está presente em todas as cenas, onde além do corpo os bailarinos fazem toda uma misancene (mise en scène) da paixão tradicional contextualizando com o contemporâneo.

Essa é a primeira temporada do espetáculo e apresenta trechos bíblicos e passagens que suscitam a reflexão, por isso, para a Companhia Maranhense de Teatro (Comarte) que montou a peça, ela é considerada uma superprodução porque envolve além da dinâmica do fazer artístico, a fé em elevar a produção cultural do Estado, segundo Josimael Caldas.

“É uma honra trabalhar esse texto. Essa produção é acima de tudo, a demonstração do anseio de lutar por melhores condições de vida dizendo não às mazelas sociais; e acreditar, que somos capazes de construir uma sociedade nova pautados na fé, sendo as artes cênicas elementos primordiais dessa construção”, diz ele.

"Eu quero voltar, eu quero voltar, mas como está difícil encontrar uma manjedoura nesse mundo..." diz um trecho do espetáculo, dentre vários outros que remetem ao mundo atual. E se eu voltar como preto, pobre, morador da favela e condenado pelas drogas, quem me reconhecerá? E se eu voltar no seio de uma família rica?. “A forma como ele vai chegar e como ele será recepcionado é o grande mote do espetáculo. Mas aí ele vai ter a ascensão e vai pedir paz, amor”, pontua o diretor.

Entre atores novos e experientes, a Comarte acredita que acima de tudo, é preciso fortalecer o teatro. “A Semana Santa é o momento em que a humanidade vive a reflexão sobre o filho de Deus. A arte assume a função de educar numa visão crítica e transformadora, onde o teatro como instrumento disseminador da cultura confirma opoder de fazer fluir sentimentos e emoções, gerando assim novas investigações”, acredita Josimael. O espetáculo é inspirado na visão estética brechtiana (quebra da quarta parede) e na visão de Stanislaw, onde há a promoção da conscientização da emoção.






Ficha Técnica
Texto: José Raimundo Gonçalves
Direção: Josimael Caldas
Produção e Coreografia: Elton Ricardo Lima
Elenco: Josimael Caldas, Bruno Oliveira, Gabriel Marlen, Jéssica Adelany, João Olicar, Rita Caldas e Sábita Lopes


Serviço
O quê? Espetáculo Ele vai voltar!
Quando? Até o dia 20, às 18h e 20h
Onde? Teatro da Cidade de São Luís (Rua do Egito)
Quanto?R$ 20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário